Marcelo Lopes de Souza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marcelo José Lopes de Souza
Conhecido(a) por análise da ideia do "direito à cidade"; estudo do desenvolvimento sócio-espacial de um ponto de vista libertário/autonomista;estudos sobre movimentos sociais
Residência Brasil
Nacionalidade Brasil Brasileira
Alma mater Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade de Tubinga
Prêmios 1994 – Obtenção do 1.° prêmio do concurso bianual da Arbeitsgemeinschaft Deutsche Lateinamerika-Forschung - ADLAF (Sociedade Alemã de Pesquisas sobre a América Latina).

2001 – Prêmio Jabuti - Ciências Humanas, da Câmara Brasileira do Livro, como um dos três melhores livros publicados no ano 2000 em território brasileiro na categoria Ciências Humanas e Educação, pela obra "O desafio metropolitano[1]. Um estudo sobre a problemática sócio-espacial nas metrópoles brasileiras" (Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2000).

2009 – O livro "Fobópole. O medo generalizado e a militarização da questão urbana", publicado em 2008 pela editora Bertrand Brasil (Rio de Janeiro), foi selecionado como um dos dez finalistas do Prêmio Jabuti, na categoria Ciências Humanas.

2011 – Diploma do Mérito da Engenharia, Arquitetura e Agronomia, em reconhecimento pelos relevantes serviços prestados à profissão de geógrafo. Concedido pelo Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do Rio de Janeiro (CREA-RJ).

Orientador(es) Gerd Kohlhepp (Doutorado), Maurício de Almeida Abreu (Mestrado)
Orientado(s) Heleniza Ávila Campos, Ademir Araújo da Costa, Rosemere Santos Maia, David Pereira Morais, Andrelino de Oliveira Campos, Fernando Lannes Fernandes
Instituições Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza da UFRJ
Campo(s) Geografia humana, estudos urbanos, desenvolvimento sócio-espacial
Tese 1993: Armut, sozialräumliche Segregation und sozialer Konflikt in der Metropolitanregion von Rio de Janeiro: Ein Beitrag zur Analyse der "Stadtfrage" in Brasilien.
Notas Currículo do Sistema de Currículos Lattes de Marcelo José Lopes de Souza

Marcelo Lopes de Souza é professor do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Fundou e coordena um grupo de pesquisas cujo foco principal são os vínculos entre relações sociais e espaço e, muito particularmente, a espacialidade da mudança social,[2] chamado Núcleo de Pesquisas Sobre Desenvolvimento Sócio-Espacial (NuPeD).[3]

O trabalho de Marcelo Lopes de Souza tem tido como foco principal a espacialidade dos movimentos e dos conflitos sociais, suas identidades, agendas e formas de resistência. Sua atenção profissional tem sido dedicada, de um modo geral, ao estudo dos vínculos entre mudança social e organização espacial. Outros de seus temas de interesse incluem: pensamento libertários na Geografia; justiça ambiental como dimensão do desenvolvimento sócioespacial;

Sua tese de doutorado, publicada na Alemanha e inspirada no trabalho de Orlando Valverde, tratou sobre drogas e o crime na cidade do Rio de Janeiro numa época de debates ainda incipientes.[4] Por esta pesquisa sobre a questão urbana recebeu o primeiro prêmio da Sociedade Alemã de Pesquisa sobre a América Latina (ADLAF), em 1994. Foi agraciado também com o Prêmio Jabuti por seu livro O Desafio Metropolitano, em 2001.[5]

Principais obras de Marcelo Lopes de Souza[editar | editar código-fonte]

  • Por uma Geografia libertária. Rio de Janeiro: Consequência, 2017.
  • The practice of freedom. Londres: Rowman & Littlefield, 2016.
  • Os conceitos fundamentais da pesquisa sócioespacial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.
  • Fobópole: o medo generalizado e a militarização da questão urbana. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008.
  • A prisão e a ágora: Reflexões em torno da democratização do planejamento e da gestão das cidades. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.
  • ABC do desenvolvimento urbano. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.
  • Mudar a cidade: uma introdução crítica ao planejamento e à gestão urbano. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002.
  • O desafio metropolitano: um estudo sobre a problemática sócioespacial nas metrópoles brasileiras. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

Referências

  1. «55º Prêmio Jabuti / Prêmio 2001». Câmara Brasileira do Livro. Consultado em 6 de maio de 2013. Arquivado do original em 9 de maio de 2013 
  2. Routledge - Biografia do autor
  3. «Núcleo de Pesquisas sobre Desenvolvimento Sócio-Espacial/NuPeD». Consultado em 25 de maio de 2013. Arquivado do original em 16 de março de 2012 
  4. Zanotelli, Claudio (1 de julho de 2008). «A hora e a vez do pensamento libertário na geografia». Geografares. 0 (6). ISSN 2175-3709. doi:10.7147/geo6.1013 
  5. Prêmio Jabuti. «Prêmio 2001». Consultado em 25 de maio de 2013. Arquivado do original em 9 de maio de 2013 

Prêmio Jabuti[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Marilena Chaui, Guita Grin Debert Boris Fausto
Jabuti 01.jpg
Prêmio Jabuti - Ciências Humanas

2001
Sucedido por
István Jancsò, Iris Kantor