Caso Marco Archer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Marco Archer)
Ir para: navegação, pesquisa
Caso Marco Archer
Marco Archer dias antes do fuzilamento
Nome Marco Archer Cardoso Moreira
Data de nascimento 1961
Data de morte 18 de janeiro de 2015 (53 anos)
Nacionalidade(s) brasileiro
Ocupação Traficante de drogas
e piloto de asa delta
Crime(s) Tráfico de drogas
Pena Morte por fuzilamento
Situação Morto

O Caso Marco Archer é um acontecimento referente à execução do brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira (Rio de Janeiro, 1961 — Cilacap, Java, 18 de janeiro de 2015), condenado à pena de morte por tráfico de drogas na Indonésia em 2004, depois de ter sido preso ao tentar entrar no país com 13,4 kg de cocaína dentro dos tubos de uma asa-delta.[1]

Fuzilamento e repercussão[editar | editar código-fonte]

O brasileiro foi fuzilado na madrugada de 18 de janeiro de 2015, após onze anos de prisão e vários adiamentos da sentença, no complexo penitenciário da penitenciária de Cilacap, na Ilha de Java, a 400 km de Jacarta, capital do país.[2] Sua execução, após serem negados todos os pedidos de clemência feitos pelo governo brasileiro,[3] criou uma crise entre o Brasil e a Indonésia, resultando na chamada ao Brasil do embaixador brasileiro em Jacarta pelo governo da presidente Dilma Rousseff.[2]

Após sua morte, a então presidente do Brasil, Dilma Rousseff, publicou um comunicado afirmando estar indignada e que esta condenação afetara gravemente as relações entre os dois países.[4] Ela chamou o embaixador brasileiro para consultas.[5]

Após a execução seu corpo foi cremado e suas cinzas transportadas para o Brasil.[6] Em 3 de novembro de 2016 estreará o filme Curumim nos cinemas baseado na história de vida de Archer e com videos feitos pelo próprio, que antes de morrer portava uma câmera no corredor da morte e gravou imagens que foi compilada em um filme dirigido por Marcos Prado.

Referências

  1. «Na balada da morte». Já. Consultado em 17 de janeiro de 2015 
  2. a b «Após 11 anos preso, Marco Archer é executado na Indonésia». O Globo. Consultado em 17 de janeiro de 2015 
  3. «Presidente da Indonésia nega clemência para brasileiro». exame.abril.com.br. Consultado em 16 de janeiro de 2015 
  4. «'Indignada' com execução na Indonésia, Dilma chama embaixador brasileiro de volta ao país». noticias.r7.com. Consultado em 17 de janeiro de 2015 
  5. «'Indignada', Dilma chama embaixador na Indonésia para consultas». bbc.co.uk. Consultado em 17 de janeiro de 2015 
  6. «Tia de Marco Archer deve trazer cinzas para o Brasil». noticias.terra.com.br. Consultado em 18 de janeiro de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre criminosos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.