Marcus Gheeraerts, o Jovem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Retrato de uma Senhora

Marcus Gheeraerts, o Jovem (Bruges, 1561 ou 156219 de Janeiro de 1636) foi um pintor flamengo e artista da corte Tudor, radicado no Reino Unido desde 1568 até à sua morte.

O seu pai, Marcus Gheeraerts, o Velho, um pintor e gravurista de que apenas algumas obras são conhecidas, despertou-lhe o interesse pela pintura. Provavelmente também terá sido pupilo de Lucas de Heere, no atelier do qual produziu o seu primeiro retrato conhecido, em 1593. Nesta data, no entanto, já era seu patrono o pajem real Sir Henry Lee.

Em 1590 casou-se com Magdalena, a irmã do pintor John de Critz, com quem teve seis filhos, embora só dois sobrevivessem. Gheeraerts foi o mais distinto retratista da década de 1590, assim como aquele que esteve mais em voga na Inglaterra, e continuou a sê-lo após a morte de Isabel I de Inglaterra, ao tornar-se o pintor favorito do rei Jaime I e da sua esposa, Ana da Dinamarca. Recebeu a naturalização em 1618 e continuou na sua posição de real retratista no mesmo ano. Durante a segunda metade da década de 1610, no entanto, a sua posição começou a declinar-se, em resultado da competição com uma nova geração de pintores emigrantes. Nos últimos vinte anos de vida sustentou-se principalmente através de encomendas da baixa-burguesia e de alguns académicos. Gheeraerts foi membro da Corte da Worshipful Company of Painter-Stainers na década de 1620, onde teve um aprendiz Ferdinando Clifton.

Para a posteridade ficaram retratos como o da Isabel I de Inglaterra ou a sátira anticatólica de Grupo de Líderes Protestantes.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Collins Baker, C. H. Lely and the Stuart Portrait Painters. 2 vols. Londres, 1912, 1:21-35.
  • Hayes, John. British Paintings of the Sixteenth through Nineteenth Centuries. The Collections of the National Gallery of Art Systematic Catalogue. Washington, D.C., 1992: 111.
  • Millar, Sir Oliver. "Marcus Gheeraerts the Younger: A Sequel through Inscriptions." The Burlington Magazine 105 (1963): 533-541.
  • Poole, Mrs. Reginald Lane. "Marcus Gheeraerts, Father and Son, Painters." The Walpole Society 3 (1914): 1-8.
  • Strong, Sir Roy. "Elizabethan Painting: An Approach through Inscriptions. III. Marcus Gheeraerts the Younger." The Burlington Magazine 105 (1963): 149-157.
  • Strong, Sir Roy. The English Icon: Elizabethan and Jacobean Portraiture. Londres e Nova Iorque, 1969: 21-24, 269-304.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]