Maria Azenha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Maria Azenha
Maria Azenha, 2017.jpg
Nascimento
Coimbra,  Portugal
Prémios Concurso Nacional de Poesias Ano Jubilar USU – [1] Universidade Santa Úrsula, Rio de Janeiro, Brasil, Medalha de Prata (1986)

Prémio Eça de Queiroz, Menção Honrosa (1990)
Concurso de Literatura e Artes Plásticas com o Apoio da Comissão Nacional dos Descobrimentos Portugueses (1991)
Prémio literário Glória de Sant'Anna, Menção Honrosa (2017)

Género literário Poesia

Maria Azenha (Coimbra, dezembro de 1945) é uma poeta portuguesa.
Licenciou-se em Ciências Matemáticas pela Universidade de Coimbra. Exerceu funções docentes nas Universidades de Coimbra, Évora e Lisboa. Desempenhou actividade docente no Quadro de Nomeação Definitiva na Escola de Ensino Artístico António Arroio. Membro da Associação Portuguesa de Escritores e Membro de Honra do Núcleo Académico de Letras e Artes de Lisboa.


Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

  • 1987 - Folha Móvel, Edições Átrio, Lisboa
  • 1991 - Pátria D' Água, Edições Átrio, Lisboa
  • 1992 - A Lição Do Vento, Edições Átrio, Lisboa
  • 1992 - O Último Rei de Portugal, Colecção Poesia, Fundação Lusíada, Lisboa
  • 1999 - O Coração dos Relógios, Editora Pergaminho, Lisboa
  • 1999 - Concerto Para o Fim do Futuro, Editora Hugin, Lisboa
  • 1999 - P.I.M. (Poemas de Intervenção e Manicómio), Universitária Editora, Lisboa
  • 2001 - Poemas Ilustrativos de Pintura de Valdemar Ribeiro, Edição Symbolos, Porto
  • 2002 - Nossa Senhora de Burka, Editora Alma Azul, Coimbra
  • 2005 - Poemas Ilustrativos - De Camões a Pessoa - Viagem Iniciática, Editora Setecaminhos, Lisboa
  • 2008 - A Chuva nos Espelhos, Editora Alma Azul, Coimbra
  • 2009 - O Mar Atinge-nos, CD - Editora Discográfica Metro-Som, Lisboa
  • 2010 - De Amor Ardem os Bosques, Edição Independente, Lisboa
  • 2011 - A Sombra da Romã, Editora Apenas Livros, Lisboa
  • 2012 - Num Sapato de Dante, Escrituras Editora, São Paulo, Brasil - Finalista ao Prémio Portugal Telecom de Literatura
  • 2016 - A Casa de Ler no Escuro, Editora Urutau, São Paulo, Brasil (1ª. edição esgotada) - Finalista do Prémio Internacional de Poesia Glória de Sant' Anna 2017
  • 2017 - As Mãos no Fogo, Escrituras Editora, São Paulo, Brasil


Antologias de Poesia[editar | editar código-fonte]

  • 1982 e 1983 - Madrugada 2 e 3, Edição do Movimento de Escritores Novos
  • 1984 a 1987 - Anuários de Poesia 1, 2, 3 e 4, Edição Assírio & Alvim
  • 1988 - Água Clara, Edições Património XXI
  • 1989 - Hora Imediata (Hora Extrema), Edições Átrio
  • 1989 - 100 Anos (Federico Gracia Lorca), Universitária Editora
  • 1989 - Viola Delta - 14º. Volume, Edições Mic
  • 1991 - Antologia de Homenagem a Cesário Verde, Edição Câmara Municipal de Oeiras
  • 1994 - Simbólica 125 Anos, Edição Ateneu Comercial do Porto
  • 2001 - 25 Poemas no Feminino, Edição da Junta de Freguesia da Penha de França
  • 2001 - Poesia do Mundo 4, Colecção Palavra Poema, Antologia Bilingue, Palimage / Terra Ocre Edições
  • 2002 - Revista de Artes e Ideias, nºs 4 e 5, Editora Alma Azul
  • 2002 - Gabravo - Artdomus, Edição S. Pedro de Sintra
  • 2003 - Povos e Poemas (Edição Bilingue), Universitária Editora
  • 2004 - Na Liberdade - Antologia Poética(Homenagem de Poesia aos 30 anos do 25 de Abril), Garça Editora
  • 2004 - Neruda, Cem Anos Depois (Reflexos na poesia portuguesa), Universitária Editora
  • 2003 e 2004 - Poema Colectivo - O Fulgor da Língua| Projecto Inserido nos Eventos de Coimbra - Capital Nacional da Cultura
  • 2005 - Antologia / Pablo Neruda, Universitária Editora
  • 2008 - DI VERSOS - Poesia e Tradução, nº. 14, Edições Sempre- Em- Pé
  • 2010 - O Prisma das Muitas Cores - Poesia de Amor Portuguesa e Brasileira, Editora Labirinto
  • 2013 - Entre o sono e o sonho - Antologia de Poesia Contemporânea, Vol. IV - Tomo II, Chiado Editora
  • 2013 - Doce inimiga, Solidariedade com a Colômbia - Organização de Maria do Sameiro Barroso, Editora Labirinto
  • 2013 - Antologia sobre a água - Organização de Maria do Sameiro Barroso e Pedro Salvado
  • 2013 - Antologia sobre as paisagens de xisto beirãs - Organização de Maria do Sameiro Barroso e Pedro Salvado


Participações Diversas[editar | editar código-fonte]


Tradução[editar | editar código-fonte]


Integra[editar | editar código-fonte]


Música[editar | editar código-fonte]

Frequentou o Conservatório Nacional de Música em Coimbra.

Participou em Recital de Piano organizado pela Juventude Musical Portuguesa, 1961 e 1963.


Pintura[editar | editar código-fonte]

  • 1993 - Exposição Colectiva, Teatro da Trindade
  • 1995 - Exposição Colectiva, Xuventude de Galiza
  • 1995 - Exposição Colectiva, Câmara Municipal de Lisboa
  • 1996 - Exposição Colectiva, Metropolitano de Lisboa
  • 1997,1998 e 1999 - Exposição Individual, Galeria Akhenaton, Lisboa
  • 1999 - Exposição Colectiva, Palácio da Foz, "50 Anos de Pintura/Escultura" (Com edição em livro)
  • 1999 - Exposição Colectiva, Mar Portuguez, Associação Fernando Pessoa
  • 2014 - Exposição Individual, "Pequenas Fugas", Junho/Julho, Galeria da Livraria Barata, Lisboa


Recitais de poesia a convite de(a)[editar | editar código-fonte]

  • 1991 e 1997 - Sociedade de Língua Portuguesa
  • 1991 - Cooperação Global Para Um Mundo Melhor
  • 1993 - Carrocel de Poesia Natália Correia
  • 1995 - Sociedade Portuguesa de Autores
  • 1995 - Casa dos Açores
  • 1995 - Biblioteca Municipal Camões
  • 1995 e 1997 - Universidade Lusófona
  • 1996 e 1997 - Câmara Municipal de Lisboa
  • 1997 - Universidade Aberta
  • 1997 - Palácio de Santa Helena
  • 1998 e 1999 - Secretaria de Estado da Cultura de S. Paulo, Brasil
  • 1999 - Associação Fernando Pessoa
  • 1999 - Mar Portuguez
  • 1999 - Museu da Electricidade


Referências[editar | editar código-fonte]

  • 1997 - Influência Gnóstica na Literatura Portuguesa (Marta Nolding), Fundação Lusíada
  • 2008 - "A simetria da vida humana", por Luís Serrano, sobre o livro "A Chuva nos Espelhos", Jornal DAS ARTES, DAS LETRAS" - Suplemento de reconhecido interesse cultural pelo Ministério da Cultura
  • 2014 - "O que foi feito dos poetas revelados nos anos 80 pelos Anuários de Poesia da Assírio?", por Pacheco Pereira, Jornal Público
  • 2015 - Ciclo “Coimbra (t)em Poesia”, por Leocádia Regalo e Jorge Melícias com Organização da Câmara Municipal de Coimbra e da Casa da Escrita | Março
  • 2017 - Recensão critica aos livros"De amor ardem os bosques" e "A casa de ler no escuro" , por Pedro Fernandes de Oliveira Neto [2] (Professor na Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA); Doutor em Estudos da Linguagem com área de concentração em Literatura Comparada pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem (PPGeL) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • 2017 - Livro "A casa de ler no escuro" | Lista final - Prémio Literário Glória de Sant’Anna – 2017


Ligações externas[editar | editar código-fonte]