Mario Mafai

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mario Mafai
uma ilustração licenciada gratuita seria bem-vinda
Nascimento
Morte
31 de março de 1965 (63 anos)
RomaVisualizar e editar dados no Wikidata
Cidadania
Atividade
Local de trabalho
Movimento
Descendentes
Miriam Mafai (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Área
'Magnum opus'

Demolizioni di Via Giulia (Demolições em Via Giulia), 1928
Paesaggio romano (Paisagem romana), 1929
Demolizioni dell'Augusteo, 1936

Gli scaricatori di carbone, 1950

Mario Mafai (12 de fevereiro de 1902 – 31 de março de 1965) foi um pintor italiano. Juntamente com sua esposa, Antonietta Raphaël, fundou o movimento de arte moderno chamado de Scuola Romana.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Mafai deixou a escola muito cedo, preferindo frequentar a Scuola Libera del Nudo (ou "escola livre do nu") da Academia de Belas Artes de Roma. Suas influências nesses anos foram galerias e museus romanos, e da Biblioteca de Belas Artes do Palazzo Venezia.

Conheceu a pintora e escultora Antonietta Raphaël em 1925, com quem veio a se casar. Em 1927 Mafai exibiu pela primeira vez, com uma amostra de estudos e maquetes organizado pela Associazione Nazionale Artistica em Via Margutta. Em 1928, ele teve uma segunda exposição, no XCIV Mostra degli Amatori e Cultori di Belle Arti, bem como um coletivo com Scipione e outros pintores, na Convenção Jovens Pintores de Palazzo Doria em 1929.

Em novembro de 1927, Mafai e Raphaël mudaram-se para a via Cavour, 325, em Roma, e criaram seu estúdio lá. Dentro de pouco tempo tornou-se um ponto de encontro de escritores como Enrico Falqui, Giuseppe Ungaretti, Libero de Libero e Leonardo Sinisgalli, como bem como os jovens artistas Scipione e Renato Marino Mazzacurati.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • F. N. Arnoldi, Storia dell'Arte, vol. III, Milan 1989
  • I Mafai - Vite parallele, catalogue edited by M. Fagiolo, with biography by di F. R. Morelli
  • Enzo Siciliano, Il risveglio della bionda sirena. Raphaël e Mafai. Storia di un amore coniugale, Mondadori, Milan 2005
  • Fabrizio D'Amico, Marco Goldin, Casa Mafai : da via Cavour a Parigi : 1925-193, Linea d'ombra, 2004
  • Mario Mafai, 1902-1965: una calma febbre di colori, Skira, 2004
  • Io non sono un altro - l'arte di Mario Mafai (I Am Not the Other - The Art of Mario Mafai), DVD, Studio Angeletti & Scuola Romana Archive, 2005, directed by Giorgio Cappozzo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]