Marquês de Vila Viçosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O título de Marquês de Vila Viçosa foi originalmente instituído em favor de D. Fernando, Conde de Arraiolos, filho de D. Afonso, Duque de Bragança, como recompensa pelos serviços prestados à Coroa, por carta de 25 de Maio de 1455. Esta instituição seguia-se à criação, pelo mesmo monarca, do título de Marquês de Valença atribuído ao seu irmão mais velho, D. Afonso, Conde de Ourém (1451), a fim de manter a paridade entre os herdeiros da maior casa nobiliárquica do reino. Com a ascensão de D. Fernando ao ducado de Bragança, o título de Marquês de Vila Viçosa (onde os Duques têm o seu mais conhecido Paço) tem sido um dos títulos subsidiários da Sereníssima Casa de Bragança, sendo seu actual representante Duarte Pio de Bragança.

Marqueses de Vila Viçosa[editar | editar código-fonte]

  1. Fernando I de Bragança
  2. Fernando II de Bragança
  3. Jaime I de Bragança
  4. Teodósio I de Bragança
  5. João I de Bragança
  6. Teodósio II de Bragança
  7. Rei João IV de Portugal
  8. Teodósio de Bragança, príncipe herdeiro de Portugal
  9. Rei Afonso VI de Portugal
  10. Rei João V de Portugal
  11. Rei José I de Portugal
  12. Rainha Maria I de Portugal
  13. José de Bragança, príncipe herdeiro de Portugal
  14. Rei João VI de Portugal
  15. Rei Pedro IV de Portugal
  16. Rei Miguel I de Portugal
  17. Rainha Maria II de Portugal
  18. Rei Pedro V de Portugal
  19. Rei Carlos de Portugal
  20. Luís Filipe, Duque de Bragança, príncipe herdeiro de Portugal

Reivindicações pós-Monarquia[editar | editar código-fonte]

  1. Miguel Januário de Bragança
  2. Duarte Nuno de Bragança
  3. Duarte Pio de Bragança