Masaoka Shiki

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Masaoka Shiki.jpg

Masaoka Shiki (正岡 子規, Masaoka Shiki?, 17 de Setembro de 1867 – 19 de Setembro de 1902) foi o pseudónimo do autor, poeta, critico literário e jornalista do período Meiji, no Japão. O seu verdadeiro nome era "'Masaoka Tsunenori"' (正岡 常規), mas quando criança era chamado "'Tokoronosuke"' (処之助). Mais tarde mudou o seu nome para "'Noboru"' (升).[1][2] Shiki é hoje em dia muitas vezes creditado como tendo revitalizado as formas poéticas de haiku e tanka. Apesar de as suas ideias e teorias terem sido consideradas como revolucionárias pelos seus contemporâneos, ele permaneceu, grosso modo, dentro das regras e formatos tradicionalmente estabelecidos, em oposição aos seus mais radicais sucessores em verso livre. É visto como um dos grandes mestre do haiku, junto com Bashō, Buson e Issa.[3][4]

Referências

  1. Natsume Sōseki. Ten nights of dream, Hearing things, The heredity of taste. Tuttle, 1974. p11
  2. Beichman, Janine (2002), "Preface", Masaoka Shiki: his life and works (revised ed.), Cheng & Tsui, pp. ii, ISBN 0-88727-364-5 
  3. Beichman, Janine (2002), "Preface", Masaoka Shiki: his life and works (revised ed.), Cheng & Tsui, pp. i, ISBN 0-88727-364-5 
  4. Masaoka Shiki: selected poems Columbia University Press [S.l.] 1997. p. 5. ISBN 0-231-11090-1.  |coautores= requer |autor= (Ajuda)