Masjid al-Haram

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Mesquita Sagrada
Al-Masjid al-Ḥarām
Centenas de peregrinos visitam a Caaba.
Estilo dominante Islâmico tradicional
Inauguração 622
Geografia
País Arábia Saudita
Cidade Meca
Coordenadas 21° 25' 19.2" N 39° 49' 33.6" E

Masjid al-Haram (em árabe: المسجد الحرام, transl. Al-Masjid al-Ḥarām, IPA[ʔælˈmæsdʒɪd ælħɑˈrɑːm], lit. "A Mesquita Sagrada"), também conhecida como Grande Mesquita[1] ou Mesquita Al-Haram, é uma mesquita considerada o maior centro de peregrinação do mundo, localizada na cidade de Meca, na Arábia Saudita, é o lugar mais sagrado do Islamismo.[2] Cerca de 1 bilhão de muçulmanos se voltam para ela cinco vezes ao dia para rezar, obedecendo aos preceitos do Alcorão.

Possui atualmente cerca de 86,8 mil metros quadrados, a mesquita é, em sua grande parte, um gigantesco pátio a céu aberto. Ela tem a capacidade de abrigar cerca de 2 milhões de pessoas de uma única vez.

No centro do pátio fica a Caaba, onde está guardado o Hajar el Aswad (também chamada de "Pedra Negra"), a relíquia mais sagrada do Islã, talvez um fragmento de meteorito que, segundo a tradição, seria um presente de Alá aos homens.[3] Os peregrinos devem completar sete voltas em torno da Caaba, antes de finalmente beijá-la. Isso transforma o pátio num extraordinário enxame de homens caminhando em círculos, enquanto entoam canções em adoração a Alá.

Todos os anos, no mês sagrado do Hajj (peregrinação), muçulmanos de 162 países se dirigem a Meca para cumprir outro mandamento do Alcorão: visitar a Grande Mesquita pelo menos uma vez na vida se tiver condições financeiras e de saúde para empreender a viagem.[4]

A primeira Mesquita de Meca foi construída sob as ordens de Maomé, que os muçulmanos consideram o último profeta e o fundador do islamismo, a mesquita tinha apenas 2 mil metros quadrados e podia receber apenas alguns milhares de peregrinos. A partir de então, sucessivos alargamentos fizeram com que a mesquita crescesse ao ponto de se tornar o maior recinto religioso do planeta.

Uma curiosidade interessante é que segundo a tradição islâmica, no local onde está a Caaba havia, antes, um pequeno templo construído pelas mãos do próprio Adão, após sua queda do paraíso, para ser a morada de Alá na Terra.

Panorama da mesquita durante o Hajj de 2007.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Saudi Arabia starts Mecca mosque expansion». Reuters. 
  2. Tucker, Spencer; Roberts, Priscilla. The encyclopedia of the Arab-Israeli conflict : a political, social, and military history ABC-CLIO [S.l.] ISBN 1851098410. 
  3. «The 40 Steps Towards the Grave of the Prophet Muhammad». Muwatta. 
  4. «Five Pillars of Islam». Real Embaixada da Arábia Saudita em Washington, D.C. 
Ícone de esboço Este artigo sobre o Islamismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.