Massamá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde março de 2008)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Portugal Massamá  
—  freguesia portuguesa extinta  —
Concelho primitivo Sintra
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
 - Total 2,78 km²
Orago São Bento

Massamá é uma antiga freguesia portuguesa com 2,78 km² de área, com 28 112 habitantes (2011), uma densidade de 10 112,2 h/km² onde o património mais conhecido da freguesia é o Chafariz de Massamá.

A 26 de Julho de 1997 a freguesia de Queluz dividiu-se em 3 freguesias e formou-se a cidade de Queluz da qual fazem parte as freguesias de Massamá, Monte Abraão e Queluz. Em 2013, no âmbito da reforma administrativa foi anexada à freguesia de Monte Abraão, criando-se a União de Freguesias de Massamá e Monte Abraão.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Massamá [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
28 176 28 112

Criada pel a Lei n.o 36/97 [2] , de 12 de Julho, com lugares desanexados da freguesia de Queluz

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

O nome da freguesia tem origem no termo árabe "Mactamã", que significa "lugar onde se toma boa água", ou "fonte". Situado a meio caminho das praças fortes de Lisboa e de Sintra, era aqui que os antigos guerreiros, caçadores e viajantes costumavam parar, durante as suas viagens, para descansar e para se refrescarem a si e às suas montadas.

História[editar | editar código-fonte]

Região muito fértil, chegou a ser considerada uma das melhores zonas de produção de trigo do país, onde chegaram a existir seis eiras: Casal da Barota, Casal do Olival, Casal Gouveia, Casal do Josézito, Quinta de Pero Longo e Quinta do Porto. O seu subsolo, rico em extensas reservas de água, serviu em dada altura para abastecer a Fábrica da Pólvora de Barcarena. O actual Chafariz de Massamá, considerado o ex-libris da freguesia, é alimentado por uma mina localizada no interior da Escola Básica N º1 de Massamá e que faz parte das muitas minas que existiram antigamente.

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  2. Diário da República - https://dre.tretas.org/dre/83628/

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Freguesias, integrado no Projecto Grande Lisboa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.