Massamá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde março de 2008)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Portugal Massamá 
  Freguesia portuguesa extinta  
Concelho primitivo Sintra
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
 - Total 2,78 km²
Orago São Bento

Massamá é uma antiga freguesia portuguesa, pertencente ao concelho de Sintra, com 2,78 km² de área, 28 112 habitantes (2011), uma densidade de 10 112,2 h/km². O património mais conhecido da freguesia é o Chafariz de Massamá.

A 26 de Julho de 1997 a freguesia de Queluz dividiu-se em 3 freguesias e formou-se a cidade de Queluz da qual fazem parte as freguesias de Massamá, Monte Abraão e Queluz. Em 2013, no âmbito da reforma administrativa foi anexada à freguesia de Monte Abraão, criando-se a União de Freguesias de Massamá e Monte Abraão.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Massamá [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
28 176 28 112

Criada pel a Lei n.o 36/97 [2], de 12 de Julho, com lugares desanexados da freguesia de Queluz

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

O nome da freguesia tem origem no termo árabe "Mactamã", que significa "lugar onde se toma boa água", ou "fonte". Situado a meio caminho das praças fortes de Lisboa e de Sintra, era aqui que os antigos guerreiros, caçadores e viajantes costumavam parar, durante as suas viagens, para descansar e para se refrescarem a si e às suas montadas.

História[editar | editar código-fonte]

Região muito fértil, chegou a ser considerada uma das melhores zonas de produção de trigo do país, onde chegaram a existir seis eiras: Casal da Barota, Casal do Olival, Casal Gouveia, Casal do Josézito, Quinta de Pero Longo e Quinta do Porto. O seu subsolo, rico em extensas reservas de água, serviu em dada altura para abastecer a Fábrica da Pólvora de Barcarena. O actual Chafariz de Massamá, considerado o ex-libris da freguesia, é alimentado por uma mina localizada no interior da Escola Básica N º1 de Massamá e que faz parte das muitas minas que existiram antigamente.

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  2. Diário da República - https://dre.tretas.org/dre/83628/

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Freguesias, integrado no Projecto Grande Lisboa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.