Me and the Colonel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Me and the Colonel
Estados Unidos
preto e branco • 109 minutos
Direção Peter Glenville
Produção William Goetz
Roteiro S. N. Behrman
George Froeschel
Elenco Alain Bouvette
Alexander Scourby
Celia Lovsky
Clément Harari
Eugene Borden
Françoise Rosay
Gérard Buhr
Hugues Wanner
Ivan Triesault
Jack Ary
Jacques Bertrand
Jacques Dhery
Jean Clarieux
Jean Del Val
Jean Vinci
Jenny Orléans
Liliane Montevecchi
Marcelle Ranson-Hervé
Mathilde Casadesus
Maurice Marsac
Maurice de Canonge
Micheline Gary
Nicole Maurey
Robert Dalban
Roger Saget
Rudy Lenoir
Akim Tamiroff
Curd Jürgens
Danny Kaye
Ludwig Stössel
Martita Hunt
Peter Glenville
Gênero filme de comédiaFilme de amigosFilme de guerra • filme dramático
Música George Duning
Cinematografia Burnett Guffey
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento 1958
Prêmios recebidos Golden Globe Award de melhor ator em comédia ou musical

Me and the Colonel (br: Eu e o Coronel) é um filme estadunidense de 1958, baseado na peça Jacobowsky und der Oberst de Franz Werfel. Foi dirigido por Peter Glenville e estrelado por Danny Kaye, Curt Jürgens e Nicole Maurey. Kaye ganhou o Globo de Ouro de melhor ator em comédia ou musical por sua interpretação.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Esse foi o primeiro filme de seis filme de William Goetz para a Columbia Pictures.[1]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Herbert Feinstein publicou uma crítica favorável no Film Quarterly, escrevendo que "Willam Goetz produz o pequeno milagre de criar um conto de fadas confiável nos dias de hoje". Ele elogiou todos os atores, mas destacou a atuação de Kaye, afirmando: "O diretor (Peter Glenville) sem dúvida é um gênio, pois ele pegou esse grupo de personalidades ultrajantes e as silenciou, no caso de Kaye, a alquimia alcança ouro puro".[2]

Referências

  1. «'Cordura' Pends As Columbia Special For Hard Ticket». Variety. 4 de fevereiro de 1959. p. 7. Consultado em 9 de março de 2020 – via Archive.org 
  2. Herbert Feinstein (1958). «Review: Me and the Colonel». Film Quarterly. 12 (2). pp. 51–53. doi:10.2307/3186056 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]