Medeiros (apelido)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Medeiros Flag

Medeiros é um sobrenome de origem portuguesa, com ramificações em: Brasil, Portugal, Espanha, Ilha da Madeira, Açores, Cabo Verde, e Estados Unidos.[1]

Origem[editar | editar código-fonte]

O Rei D. Diniz (1279-1325) casou-se com Isabel de Aragão, que era proveniente dessa família.[2][3] Segundo a hipótese do progenitor da família ter sido Martim Sanches das Medas, que ajudou a expulsar os Árabes da região em 1245, a história é sustentada pelas escrituras do Conde Pedro Afonso de Barcelos, filho bastardo do Rei D. Diniz que viveu nessas épocas, que disse que o Martim Sanches das Medas era dessa família,[4]e encontra-se também a mesma informação no livro Pedatura Lusitana feito por Cristóvão Alão de Morais que é uma das obras de referência da genealogia portuguesa.[5]


Atualmente, é uma família real da Monarquia nos Açores.

Pessoas[editar | editar código-fonte]

Segue uma lista de alguns membros ilustres dessa família:

A Arma[editar | editar código-fonte]

O brasão de armas dos Medeiros, que foi usado pelos príncipes e baronetes, possui as seguintes características: escudo todo de vermelho com cinco cabeças de águia de ouro (amarelo). Nome: Madeira. Timbre: águia nascente, de vermelho, armada de oiro. Alguns autores dizem que o timbre é uma águia inteira e não nascente. Cartas de brasão em: 1543,1571,1733,1756,1761,1788,1790 e 1796. [1]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

O sobrenome Medeiros não possui muitas variantes conhecidas. Embora tenha se espalhado por vários lugares, ele permaneceu geralmente como é disseminado hoje em dia, com a possível apócope do "s", tornando-o "Medeiro". Desse modo, a grafia é basicamente comum para os descendentes dessa família. [2]

Fontes[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]