Meinrad Horn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Meinrad Horn
Nome completo Meinrad Anton Fridrich Horn
Nascimento 1939
Alemanha
Morte 2003
Mafra, Santa Catarina
Nacionalidade  Alemanha
Cônjuge Doralice Horn
Ocupação Artesão
Artista plástico
Principais trabalhos "Cidade de Belém"
"Passagens da Vida de Cristo"

Meinrad Horn (1939 - 2003) foi um artista plástico nascido na Alemanha e radicado no Brasil. Foi especializado em artesanato confeccionado em palha de milho.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Natural da Alemanha, viveu mais de vinte anos no município de Mafra, em Santa Catarina, especializando-se na produção artesanal de peças em palha de milho. Sua chegada ao Brasil é cercada de mistérios e de aventuras. Segundo seu relato, tendo deixado a Alemanha, em 1974 a embarcação onde viajava acabou afundando[1] na costa do Paraná, onde o náufrago se lembrou da existência de familiares naquele estado, na cidade de Rio Negro[2]. Meinrad conheceu e se casou com Doralice em 1976, com quem teve 4 filhos, passando a morar em Mafra, Santa Catarina, onde passou a se dedicar ao artesanato.

Obras principais[editar | editar código-fonte]

Presépio em palha de milho.

É de sua autoria um dos maiores presépios em palha de milho do mundo, a Cidade de Belém, contendo 1700 personagens e ocupando uma área de 50 m²[3]. Também produziu Passagens da vida de Cristo, trabalho em palha composto de 40 espaços, aos quais chamou Oratórios, compreendendo 800 personagens. Atualmente essas duas obras se encontram em exposição permanente no Parque Ecoturístico Municipal Seminário Seráfico São Luis de Tolosa, no município de Rio Negro, Paraná, onde funciona a atual prefeitura da cidade.

Em 2002, iniciou um trabalho sobre a Guerra do Contestado, projeto que previa a construção de vinte módulos em palha, mas após a confecção de seis módulos adoeceu, vindo a falecer sem acabar sua obra.[1]

A esposa e aluna do artista, Doralice Horn, deu continuidade ao seu trabalho em palha, uma das culturas artesanais da região.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.