Messênia (filha de Triopas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por a região do Peloponeso, veja Messênia.

Messênia, na mitologia grega, foi uma filha do rei Triopas, de Argos, ela se casou com Policaão, filho, mas não herdeiro, de Lélex, rei da Lacônia, e o casal fundou um novo reino, na região que passaria a se chamar Messênia.

Família[editar | editar código-fonte]

De acordo com o geógrafo Pausânias, Triopas, filho e sucessor de Forbas, teve dois filhos, Iaso e Agenor,[1] e uma filha, Messênia.[2] Iaso, ainda segundo Pausânias, foi o pai de Io, que foi para o Egito, e Agenor foi o pai de Crotopo, que sucedeu a seu tio Iaso.[1][Nota 1]

Rainha[editar | editar código-fonte]

Mapa do Peloponeso.

Messênia se casou com Policaão, o segundo filho de Lélex, rei da Lacônia.[2] Insatisfeita com a vida privada, e orgulhosa de sua origem, Messênia e seu marido Policaão reuniram uma tropa de argivos e lacedemônios e conquistaram uma região do Peloponeso que passou a ter seu nome, a Messênia, e fundaram a cidade de Andânia.[3]

O ritos sagrados das grandes deusas de Elêusis foram trazidos à rainha Messênia por Cauco, filho de Celeno, filho de Flío, que, segundo os atenienses, era filho da Terra.[4]

Pausânias, apesar de ter pesquisado bastante o assunto, não descobriu o nome de nenhum filho de Messênia e Policaão,[5] mas ele calcula que descendentes de Policaão governaram por, no máximo, cinco gerações até que, sem ter mais nenhum herdeiro, os messênios chamaram Perieres, filho de Éolo, para os governar.[6]

Notas e referências

Notas

  1. A mitologia de Io é bem mais complexa, e cada autor atribui-lhe uma paternidade diferente.

Referências