Metirosina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estrutura química de Metirosina
Metirosina
Star of life caution.svg Aviso médico
Nome IUPAC (sistemática)
(2S)-2-amino- 3-(4-hydroxyphenyl)- 2-methylpropanoic acid
Identificadores
CAS 672-87-7
ATC C02KB01
PubChem 10123
DrugBank DB00765
ChemSpider 390103
Informação química
Fórmula molecular C10H13NO3 
Massa molar 195,215 g/mol
SMILES O=C(O)[C@@](N)(Cc1ccc(O)cc1)C
Farmacocinética
Biodisponibilidade ?
Metabolismo ?
Meia-vida ?
Excreção ?
Considerações terapêuticas
Administração ?
DL50 ?

Metirosina (DCI e BAN; α-Metiltirosina, Metyrosine USAN, AMPT, do inglês α-methyl-para-tyrosine) é uma droga anti-hipertensiva. Inibe a enzima tirosina hidroxilase e, portanto, a síntese da catecolamina, que, como conseqüência, depleta os níveis das catecolaminas dopamina, adrenalina e noradrenalina no corpo.

Uso clínico[editar | editar código-fonte]

Metirosina tem sido usada no tratamento de feocromocitoma.[1] É contra-indicado para o tratamento de hipertensão essencial.

No entanto, agora é raramente usado na medicina, sendo seu principal uso em pesquisas científicas para investigar os efeitos da depleção de catecolaminas no comportamento.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Green KN, Larsson SK, Beevers DG, Bevan PG, Hayes B (agosto de 1982). «Alpha-methyltyrosine in the management of phaeochromocytoma». Thorax. 37 (8): 632–3. PMC 459390Acessível livremente. PMID 7179194. doi:10.1136/thx.37.8.632 
  2. O'Leary OF, Bechtholt AJ, Crowley JJ, Hill TE, Page ME, Lucki I. Depletion of serotonin and catecholamines block the acute behavioral response to different classes of antidepressant drugs in the mouse tail suspension test. Psychopharmacology. 2007 Jun;192(3):357-71. PubMed