Michelia champaca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Como ler uma caixa taxonómicaMichelia champaca
champaca
Magnolia liliiflora

Magnolia liliiflora
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Magnoliales
Família: Magnoliaceae
Género: Magnolia
Espécie: M. champaca
Nome binomial
Michelia champaca[1]
Linnaeus, Carl von
Sinónimos
  • Magnolia champaca (L.) Baill. ex Pierre[2]
  • Magnolia membranacea P. Parm.
  • Michelia blumei Steud.
  • Michelia champaca var. (L.) Baill. ex Pierre
  • Michelia champaca var. champaca
  • Michelia champaca var. pubinervia (Blume) Miq.
  • Michelia euonymoides Burm. f.
  • Michelia pilifera Bakh. f.
  • Michelia pubinervia Blume
  • Michelia rheedei Wight
  • Michelia suaveolens Pers.
  • Michelia tsiampacca Blume
  • Michelia tsiampacca var. blumei Moritzi
  • Sampacca suaveolens (Pers.) Kuntze
  • Sampacca velutina Kuntze
  • Talauma villosa fo. celebica Miq.

Magnolia champaca é uma árvore de folhas perenes, nativa do Sudeste Asiático e Ásia Meridional. É muito conhecida por sua forte fragrância e tem flores amarelas ou brancas. É uma árvore, no entanto, cultivada principalmente para extração de sua madeira, e também usada para arborização urbana. Suas sementes cobertas com arilo são muito atrativas a pássaros. Também é conhecida pelo seu sinônimo Michelia champaca[3].

Variedades[editar | editar código-fonte]

Os nomes mais comuns incluem champaca, champak, Sonchaaphaa(सोन चाफ़ा) na língua marathi, Shenbagam em Tamil, Chenbagam em Malaio ou champa dourada, স্বর্ণচাঁপা em Bengali, champa, cempaka, sampenga e sampangi em Telugu, sampige e shamba. Todos os outros nomes acima são variedades de plumeria com a exceção de Sonchaaphaa que é uma variedade exclusiva das regiões ocidentais, com meia duzia de variedades de Plumeria junto com Michelia champaca (três variedades) e duas variedades de Ylang Ylang indicadas sob o nome genérico de Chaaphaa em Marathi, e nomes independentes acabando com o genérico Chaaphaa; a variedade de plumeria vermelha por exemplo é Dev Chaaphaa ou Champa de Deus, e as duas variedades Ylang Ylang cada uma têm um nome diverso também.

Usos[editar | editar código-fonte]

Perfume[editar | editar código-fonte]

As flores são usadas de diversas maneiras no sudeste asiatico. Elas são usadas para a adoração em templos ou dentro e fora de casa, e geralmente como ornamento de cabelo para meninas e mulheres pela beleza e pelo perfume natural. As flores são também usadas para perfumar o ambiente colocadas flutuando em recipientes de água, como fragrância no leito matrimonial, e em guirlandas.

"Entretanto Michelia champaka é mais rara e tem um perfume mais potente, e não é comumente usada - por exemplo no cabelo é usada como peça única ou como corpete mas raramente como uma guirlanda completa, e para leitos matrimoniais é mias comum a utilização de jasmim ou rosas enquanto que para os recipientes com água colocados ao redor dos ambientes são usadas flores com cores mais fortes e com menos perfume."[4]

Sua flor esta presente no perfume francês "Joy" e é também chamada como 'Joy perfume tree.'

Muitas perfumarias estão voltando a usar Champaca Absolute como uma fragrância principal, especialmente Ormonde Jayne Perfumery lançada em 2002 Champaca, Tom Ford Champaca for Men and Comme de Garcons.

Cultivo[editar | editar código-fonte]

Michelia champaca é cultivada e usada como uma árvore ornamental em jardins de clima temperado, como na costa californiana.

Referências

  1. «Tropicos.org. Missouri Botanical Garden». Consultado em 3 de julho de 2017 
  2. «Tropicos.org. Missouri Botanical Garden». Consultado em 3 de julho de 2017 
  3. http://www.theplantlist.org/tpl/record/kew-126682
  4. Minter, S. "Fragrant Plants." in Prance, G. and M. Nesbitt. (2005). The Cultural History of Plants. London: Routledge. 242.This is great

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Michelia champaca