Magnoliales

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaMagnoliales
Flor de Magnolia wieseneri, mostrando todas as suas partes.

Flor de Magnolia wieseneri, mostrando todas as suas partes.
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Clado: Magnoliids
Clado: Magnoliopsida
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Magnoliales
Juss. ex Bercht. & J.Presl[1]
Famílias
Flores de Magnolia sieboldii var. sieboldii, com os vários órgãos florais arranjados em espiral.
Flor de Magnolia sp.

Magnoliales é uma ordem de plantas com flor (angiospérmicas) da divisão Magnoliophyta, classe Magnoliopsida (dicotiledóneas) considerada pelo sistema APG IV (2016) como parte do clado Magnoliid das mesangiospérmicas. Na sua presente circunscrição taxonómica a ordem agrupa 6 famílias, com cerca de 3200 espécies validamente descritas.[2] [3]

Descrição[editar | editar código-fonte]

A ordem magnoliales é constituída por plantas de folha perene ou plantas lenhosas decíduas. As folhas estão dispostas numa filotaxia do tipo folhas opostas, ficando normalmente dispostas em duas fileiras. As folhas são inteiras, muitas vezes coreáceas e, geralmente, com a margem lisa. As estípulas estão ausentes.

A maioria das espécies produz grandes flores hermafroditas. Os órgãos individuais das flores apresentam um arranjo em espiral, com um eixo relativamente longo e afilado. Todos os órgãos florais estão presentes em grande número. Os carpelos são livres.

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A ordem Magnoliales adquiriu a sua presente circunscrição taxonómica no sistema APG (1998), mantendo-a inalterada até ao sistema APG IV (2016), presentemente em aplicação. O taxon é considerado parte do grupo informal das Magnoliids, um grupo basal das Angiosperma que agrupa quatro ordens. O táxon irmão é a ordem Laurales.[4]

Na sua presente configuração, a ordem Magnoliales inclui as seguintes 6 famílias:[1]

A corrente composição e filogenia das Magnoliales é a constante do seguinte cladograma:[10][11]

Magnoliids


Canellales



Piperales





Magnoliales

Myristicaceae




Magnoliaceae




Degeneriaceae



Himantandraceae





Eupomatiaceae



Annonaceae







Laurales




Nos sistemas de classificação de base filogenética, e assentes sobre dados de biologia molecular, publicados pelo Angiosperm Phylogeny Group (APG), as Magnoliales são um grupo basal, excluído das eudicots.

Em sistemas mais antigos, de base morfológica, como o sistema de Wettstein (1935), o sistema de Engler (1964), o sistema de Cronquist (1981), o sistema de Thorne (1992), nalguns casos não utilizavam a designação «Magnoliales» (era a ordem Polycarpicae no sistema de Wettstein), mas tinham uma ordem com circunscrição similar, incluindo o mesmo conjunto nuclear de famílias.

Dessa constatação fica claro que as plantas incluídas na ordem Magnoliales pelo APG foram sempre consideradas como aparentadas. Foram sempre colocadas na ordem Magnoliales (ou um predecessor). A diferença resulta de anteriores sistemas terem também incluído outras plantas, as quais foram movidas para outras ordens próximas (dentro das magnoliids) pelo APG.

Notas

  1. a b Angiosperm Phylogeny Group (2009). «An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG III» (PDF). Botanical Journal of the Linnean Society. 161 (2): 105–121. doi:10.1111/j.1095-8339.2009.00996.x. Consultado em 6 de julho de 2013 
  2. a b Annonaceae im Germplasm Resources Information Network (GRIN), USDA, ARS, National Genetic Resources Program. National Germplasm Resources Laboratory, Beltsville, Maryland. Abgerufen am 11. Agosto 2014.Vorlage:GRIN/Wartung/Keine Nummer angegeben
  3. L. W. Chatrou, M. D. Pirie, R. H. J. Erkens, T. L. P. Couvreur, K. M. Neubig, J. R. Abbott, J. B. Mols, P. J. M. Maas, R. M. K. Saunders, Mark W. Chase: A new subfamilial and tribal classification of the pantropical flowering plant family Annonaceae informed by molecular phylogenetics. In: Botanical Journal of the Linnean Society, Volume 169, 2012, S. 4–50. doi:10.1111/j.1095-8339.2012.01235.x
  4. Angiosperm Phylogeny Group: An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG III In: Botanical Journal of the Linnean Society, 161:2, 2009, pp. 105–121
  5. Annonaceae (TSN 18092) (em inglês) . Integrated Taxonomic Information System (www.itis.gov)
  6. a b Flora of North America. «2. Annonaceae Jussieu». 3. Consultado em 20 de abril de 2008. Cópia arquivada em 21 de abril de 2008 
  7. Chatrou, L. W.; M. D. Pirie; R. H. J. Erkens; T. L. P. Couvreur; K. M. Neubig; J. R. Abbott; J. B. Mols; P. J. M. Maas; R. M. K. Saunders; Mark W. Chase (2012). «A new subfamilial and tribal classification of the pantropical flowering plant family Annonaceae informed by molecular phylogenetics». Botanical Journal of the Linnean Society. 169: S. 4–50. doi:10.1111/j.1095-8339.2012.01235.x 
  8. «Significado / definição de anona no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa». priberam.pt. Consultado em 12 de junho de 2016 
  9. Myristicaceae im Germplasm Resources Information Network (GRIN), USDA, ARS, National Genetic Resources Program. National Germplasm Resources Laboratory, Beltsville, Maryland. Abgerufen am 10. Agosto 2014.Vorlage:GRIN/Wartung/Keine Nummer angegeben.
  10. Angiosperm Phylogeny Group (2003). «An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG II». Botanical Journal of the Linnean Society. 141 (4): 399–436. doi:10.1046/j.1095-8339.2003.t01-1-00158.x 
  11. Soltis, P. S.; D. E. Soltis (2004). «The origin and diversification of Angiosperms». American Journal of Botany. 91 (10): 1614–1626. PMID 21652312. doi:10.3732/ajb.91.10.1614 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Magnoliales
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Magnoliales