Liliales

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaLiliales
Glio Lily1.jpg

Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Liliales
Famílias
Ver texto
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Liliales

Liliales é uma ordem de plantas monocotiledôneas que inclui como exemplo clássico os lírios. A ordem tem 11 famílias segundo o sistema APG, mas o sistema clássico inclui muitas outras, entretanto, removidas para outras ordens. As Liliales (Smilaceae, Liliaceae, Melanthiaceae e outras) são filogeneticamente muito próximas das Asparagales (Orchidaceae, Iridaceae, Amarylidaceae, Agavaceae, Alliaceae e outras). Por este motivo, a colocação das espécies nestas famílias tem sido alvo de muita discussão entre os taxonomistas.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Como qualquer grupo herbáceo, o registro fóssil das Liliales está bastante escasso e, devido a taxonomia deste grupo ser tumultuada, os dados encontrados são difíceis de interpretar. Há muito pólen fóssil que foi nomeado ao Liliales (sobre o nome Liliacidites), mas isto pode ter que ser reinterpretado levando em conta recentes mudanças na taxonomia. Em todo caso, é bastante provável que o grupo surgiu no período Cretáceo, sendo conhecido como um dos grupos mais "primitivos" de monocotiledôneas.

Esta ordem consiste principalmente em plantas herbáceas, mas também se encontram cipós e arbustos. São plantas principalmente perenes, com órgãos de armazenamento tipicamente rizomas e bulbos. A ordem tem distribuição mundial. As famílias maiores (com mais de 100 espécies) são limitadas ao Hemisfério Norte. Por outro lado, as famílias menores (com até 10 espécies) são limitadas ao Hemisfério Sul, ou às vezes só encontradas na Austrália ou América do Sul.

Liliales é um grupo pouco representado no Brasil. Das 10 famílias que têm sido consideradas nesta ordem, apenas duas possuem espécies nativas no Brasil. Além disso, Liliaceae é encontrada em cultivo, incluindo plantas como o lírio-branco (Lilium longiflorum), o lírio-asiático (Lilium pumilum), o lírio-regalo (Lilium regale), o lírio-oriental (Lilium speciosum) e a tulipa (Tulipa hybrida). Colchicaceae além de incluir a espécie Colchicum autumnale, que produz a colchicina, um alcalóide de aplicação medicinal de largo uso em pesquisas na área de Genética, possui representantes ornamentais, como a gloriosa (Gloriosa superba), com suas curiosas folhas com gavinhas no ápice e flores "invertidas", isto é, com pedicelo voltado para baixo e estames e estiletes encurvados para cima.

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A ordem Liliales insere-se nas Monocots da seguinte forma:[1][2]

Monocots





Commelinids



Commelinales



Zingiberales




Poales




Arecales




Asparagales




Liliales





Dioscoreales



Pandanales





Petrosaviales




Alismatales




Acorales



A ordem inclui cerca de 67 gêneros e 1558 espécies. São geófitas, rizomatosas, com formas elípitas não invaginantes, tépalas grandes, anteras extrosas. Óvulos numerosos tenuinucleados. Sementes com endosperma.

Segundo o Sistema APG II:

Referências

  1. Angiosperm Phylogeny Group (2016). «An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG IV» (PDF). Botanical Journal of the Linnean Society. 181 (1): 1–20. doi:10.1111/boj.12385. Consultado em 10 de abril de 2016 
  2. Main Tree. In Stevens, P. F. (2001 onwards). Angiosperm Phylogeny Website. Version 9, June 2008 [and more or less continuously updated since].

Ligações externas[editar | editar código-fonte]