Midões (Tábua)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portugal Portugal Midões 
  Freguesia  
Gentílico Midonense
Localização
Midões está localizado em: Portugal Continental
Midões
Localização de Midões em Portugal
Coordenadas 40° 23' 07" N 7° 57' 01" O
País Portugal Portugal
Concelho TBU.png Tábua
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente José Alberto Pereira (PS)
Características geográficas
Área total 19,98 km²
População total (2011) 1 725 hab.
Densidade 86,3 hab./km²
Código postal 3420
Outras informações
Orago Nossa Senhora das Neves

Midões é uma freguesia portuguesa do concelho de Tábua, com 19,98 km² de área e 1 725 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 86,3 hab/km².

Foi vila e sede de concelho, com foral novo de 1514. Era constituído até ao início do século XIX pelas freguesias da sede e de Póvoa de Midões. Tinha, em 1801, 2035 habitantes e 29 km². Mais tarde foram-lhe anexadas as freguesias de Candosa, Covas e Vila Nova de Oliveirinha. Em 1849 tinha 6282 habitantes e 63 km². O Concelho foi suprimido em 1853.

Localização no Concelho de Tábua

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Midões [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
2 478 2 636 2 869 3 051 2 910 2 447 2 814 2 955 2 862 2 431 2 202 2 115 2 083 1 757 1 725

Evolução da População (1864 / 2011) Grupos Etários (2001 e 2011) Grupos Etários (2001 e 2011)

Resenha Histórica[editar | editar código-fonte]

Figuras Históricas[editar | editar código-fonte]

Cronologia[editar | editar código-fonte]

  • 1133 - D. Afonso Henriques couta as terras do Mosteiro
  • 1169 - coutadas as terras da Sé de Coimbra
  • 1257 - D. Marinha Gomes, abadessa do Lorvão, dá foral à sua parte de Midões[2]
  • 1514, 12 Setembro - D. Manuel I dá-lhe foral em Lisboa[3][4]
  • 1836 - extinto o concelho de Midões.[2][5]
  • 1853 - foi integrada no concelho te Tábua[3]

Património[editar | editar código-fonte]

É muito vasto o património da freguesia de Midões, no qual devemos destacar:

Em relação ao património natural devemos ainda salientar o outeiro de São Miguel, o rio de Cavalos, o rio Seia e o rio Mondego.

Folclore e Tradições[editar | editar código-fonte]

O rancho folclórico do Grupo Cultural da Freguesia de Midões é o principal embaixador do folclore da freguesia, levando o nome e as tradições folclóricas da freguesia aos mais diversos locais do país.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Sobre a vila e a freguesia de Midões consulte-se:

  • DUARTE, Marco Daniel, Tábua: história, arte e memória, Tábua, Câmara Municipal de Tábua, 2009.
  • FERREIRA, Luís Pedro, Tábua: um passado com futuro, Tábua, Câmara Municipal de Tábua, 2007.
  • SARAIVA, José da Costa, Monografia de Midões, Cucujães, Edição do Autor, 1986.
  • VEIGA, António Duarte de Almeida, Midões e o seu velho Município, Lisboa, Livraria Editora, 1911.
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.