Mini Pop

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mini Pop
Informação geral
Origem Portugal
Integrantes Mário Barreiros, Eugénio Barreiros, Pedro Barreiros, Abílio Queirós

Grupo do Porto, com elementos muito jovens, que iria dar origem aos Jáfumega.

Biografia[editar | editar código-fonte]

O conjunto Mini-Pop, composto por 4 elementos, de idades compreendidas entre os 7 e os 11 anos de idade, formou-se em 1 de dezembro de 1969[1]. O grupo dos três irmãos Barreiros (Pedro (viola-baixo), Mário (viola elétrica) e Eugénio (órgão e voz)) e do amigo Abílio (bateria) foi dinamizado pelo Pai Mário Barreiros.

O seu primeiro disco, para a editora Zip-Zip, foi o EP "Certos Senhores Crescidos". Só a partir desta fase é que começaram a cantar canções em português.

Ao vivo o repertório do grupo nunca foi tão comercial como em disco. O maior sucesso foi uma versão de "A Casa" (Era Uma Casa Muito Engraçada).

Actuaram com bastante sucesso no Festival de Vilar de Mouros de 1971. Em maio de 1972 fizeram a primeira parte do concerto dos IF. Nesse ano é editado o single "Já Não Queremos Histórias" onde contaram com a participação de José Cid.

Passaram para a Movieplay onde gravaram um primeiro single com os temas "Delta Queen" e "Beggars Can't Be Choosers".

Participaram no Festival RTP da Canção de 1973 com "Menina de Luto" de António Sousa Freitas e Carlos Canelhas. Lançaram o single "Days Of Summer/Vaya Con Dios". Ainda em 1973 gravaram o single "My Holiday Girl" com dois temas de Paulo de Carvalho e Mike Britton.

Em 1977 juntou-se ao agrupamento o ainda jovem idoso Vitor Barbosa, mais conhecido como o "Cambraia". Com uma guitarra neo-"rockabilliana" de retoques barrocos mas sempre eclécticos. As guitarras usadas eram uma "Fender Stradivarius" americana com "Texas Special" e uma "Gibson Les Paul Standard gold top".

Durante 10 anos de carreira gravaram sete singles e participaram em cerca de 300 espectáculos. Também tentaram entrar em Espanha como "Tanga", o nome escolhido para a internacionalização.

Após o fim do grupo transformaram-se nos Jafumega, uma das bandas que veio marcar a década de 80 em termos musicais. Um dos elementos (Abílio) integrou a banda rock Roxigénio.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Certos senhores crescidos / O recreio / Ladrar à Lua / Reflections of my life (EP, Fama/Zip-Zip, 1971) FMZ 12001/E[2]
  • Já Não Queremos Histórias / Mini Pop (Single, Fama/Zip-Zip, 1972) FM 32.014/S
  • Delta Queen / Beggars Can't Be Choosers (Single, Movieplay, 1972) SP 20.052
  • Menina de Luto/ Canção do Moinho Velho (Movieplay, 1973) SP 20.072
  • Days Of Summer Sun / Vaya Con Dios (Single, Movieplay, 1973) SP 20.099
  • My Holiday Girl / Sailing (Single, Movieplay, 1973) SP 20.100

Comentários[editar | editar código-fonte]

Existiu pouco tempo entre os Mini Pop e Jafu-Mega. Havia muita necessidade de fazermos música original, depois daqueles anos a tocar versões e a trabalhar nesse sentido. Mário Barreiros / Luso Beat

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]