Morbid Tales

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Morbid Tales
Álbum de estúdio de Celtic Frost
Lançamento 24 de junho de 1984
Gravação 1984
Gênero(s) Black metal, thrash metal
Duração 24:51 (Europa)
32:09 (EUA)
50:02 (Versão de 1999)
Gravadora(s) Noise Records (Europa)
Metal Blade (EUA)
Cronologia de Celtic Frost
Emperor's Return
(1985)
Morbid Tales/Emperor's Return
Capa do relançamento

Morbid Tales é o primeiro álbum de estúdio da banda de metal extremo suíça Celtic Frost. O disco foi uma das maiores influências para o desenvolvimento do black metal e death metal: continha elementos que foram adotados pelas bandas de ambos os gêneros, como o até então inédito e famoso vocal gutural e também o corpse paint usado pelos integrantes.[1] Originalmente, Morbid Tales foi lançado como EP na Europa, mas nos Estados Unidos ganhou mais duas faixas e saiu como LP pela Metal Blade.

Morbid Tales entrou na lista dos "50 maiores álbuns de metal extremo" feita pelo site Metal-Rules.[2] Num documentário, Fenriz, da banda Darkthrone, diz que Morbid Tales foi uma de suas principais inspirações de riffs para a gravação do disco Panzerfaust.[3]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as faixas foram escritas por Ain e Warrior, exceto as anotadas.

Versão europeia[editar | editar código-fonte]

N.º Título Duração
1. "Into the Crypts of Rays"   4:46
2. "Visions of Mortality" (Warrior) 4:49
3. "Procreation (Of the Wicked)"   4:02
4. "Return to the Eve"   4:05
5. "Danse Macabre"   3:51
6. "Nocturnal Fear"   3:35

Versão americana[editar | editar código-fonte]

N.º Título Duração
1. "Into the Crypts of Rays"   3:39
2. "Visions of Mortality" (Warrior) 4:49
3. "Dethroned Emperor" (Warrior) 4:37
4. "Morbid Tales"   3:29
5. "Procreation (Of the Wicked)"   4:04
6. "Return to the Eve"   4:07
7. "Danse Macabre"   3:52
8. "Nocturnal Fear"   3:36
  • Foi lançada em 1999 uma coletânea com o nome Morbid Tales/Emperor's Return com as faixas de ambos os álbuns.

Créditos[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
The Metal Crypt 4.5 de 5 estrelas.[4]
Sputnik 5 de 5 estrelas.[5]
Participações
  • Horst Müller : vocal adicional (faixas 3, 5 & 7)
  • Hertha Ohling : vocal adicional (faixa 6)
  • Oswald Spengler : violino (faixas 7 & 8)

Referências

  1. Strachan, Guy (February 2005). "Black Metal Foundations Top 20: Celtic Frost, Morbid Tales, Terrorizer #128, p.42.
  2. «Top 50 Extreme Metal Albums». Metal-Rules. Consultado em 3 de maio de 2015. 
  3. Bennett, J. «DARKTHRONE – PANZERFAUST». Decibel Magazine. Consultado em 8 April 2013.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. Michel Renaud. «Classic Review: Celtic Frost - Morbid Tales». Consultado em 22 de maio de 2012. 
  5. Countorus. «Celtic Frost Morbid Tales». Consultado em 22 de maio de 2012.