Morbidelli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Morbidelli
Privado
Atividade Motocicleta
Fundação 1960
Fundador(es) Giancarlo Morbidelli
Sede Pesaro,  Itália
Website oficial www.morbidelli.it

A Morbidelli foi uma fabricante de motocicletas fundada na comuna italiana de Pesaro por Giancarlo Morbidelli, pai do ex-piloto de Fórmula 1 Gianni Morbidelli. Conhecido como um 'Enzo Ferrari da região de Pesaro', Morbidelli fora um notório engenheiro e inventor –– ele chegou a construir motos de madeira em dado momento ––. A companhia viveu anos de sucesso na década de 1970 participando do mundial de motovelocidade, quando conquistou sete títulos –– quatro títulos de pilotos e mais três de construtores ––.[1] Apesar do sucesso, a empresa encerrou suas atividades em 1982, apenas 22 após sua fundação, época em que as motos produzidas artesanalmente começaram a perder importância nos campeonatos.[2]

Uma Morbidelli de 50cc que correu em 1971.

O primeiro título mundial conquistado pela Morbidelli ocorreu nas 125cc, em 1975, com Paolo Pileri, que venceu sete corridas naquele ano –– o título veio ainda com três corridas a serem disputadas ––.[3][2] O segundo viria no ano seguinte, 1976, com Pier Paolo Bianchi,[4] que fora vice-campeão para Pileri no ano anterior,[4] e também venceu sete corridas.[4] Neste ano, a Morbidelli alinhou sete motos nas dez primeira colocações no campeonato.[5] Já o terceiro título nas 125cc viria em sequência, novamente com Bianchi e sete vitórias.[4] Repetindo o ano anterior, a Morbidelli teve o dominio na categoria, alinhando desta vez oito motos entre os dez primeiros, incluindo o vice-campeão Eugenio Lazzarini.[6]

Em 1977 também viria o único título da Morbidelli nas 250cc, com Mario Lega,[7] que, apesar de vencer apenas uma corrida naquela temporada,[7] ganhou o título pela regularidade após subir ao pódios mais quatro vezes e pontuar em todas as demais corridas.[8] Por outro lado, o título de Lega não seria suficiente para ganhar o tetracampeonato de construtores, ficando apenas na terceira colocação.[9] A equipe ainda chegou perto de um título em 1979, com Graziano Rossi, que, embora tenha vencido três corridas e subido ao pódio nas duas outras que disputou, terminou apenas na terceira colocação.[10]

O sucesso da Morbidelli fora creditado pela ousadia de Giancarlo, com o alemão Jörg Möller tendo ficado conhecido como o "cérebro técnico" por trás das conquistas.[11] Möller era conhecido como um "mágico" dos motores dois tempos na época, dando início ao projeto esboçado por Morbidelli. Além de Giancarlo e Möller, a equipe contava com apenas mais três mecânicos –– um destes, Giancarlo Cecchini, esteve envolvido nas corridas de motovelocidade por 50 anos ––. A Morbidelli 125 que venceu o primeiro título mundial, com Pileri, contava com um motor de dois cilindros de 45 cv, tendo sete cavalos a mais que a Yamaha de Kent Andersson, que vencera o título da categoria nos dois anos anteriores. A partir deste modelo, a empresa passou a produzir motos para os pilotos privados.[2]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre motociclismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.