Alcaim Biamir Alá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Muhammad al-Qaim Bi-Amrillah)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Al-Qa'im (desambiguação).
Alcaim
Califa fatímida
Dinar de ouro do califa Alcaim
Governo
Reinado 934946
Antecessor(a) Abdullah al-Mahdi
Sucessor(a) Ismail Almançor
Dinastia Fatímida
Vida
Nome completo Muhammad al-Qaim Bi-Amrillah
محمد القائم بأمر الله
Nascimento 893
Salamiya, na Síria
Morte 17 de maio de 946 (53 anos)
Filho(s) Ismail Almançor
Pai Abdullah al-Mahdi

Maomé Alcaim Biamir Alá (Muhammad al-Qaim Bi-Amrillah) foi o segundo califa fatímida na Ifríquia, reinando entre 934 e 946. Ele é o décimo-segundo imam segundo a crença ismaelita fatímida.

História[editar | editar código-fonte]

Alcaim nasceu em Salamiya, na Síria, em 893, com o nome de Abd ar-Rahaman. Após seu pai Abdullah al-Mahdi ter tomado o poder na Ifríquia, ele foi nomeador herdeiro do trono em 912 e ajudou a sufocar seguidas revoltas. Porém, suas campanhas no Egito fracassaram frente à resistência dos abássidas (em 914-915 e, novamente, em 919-921), com pesadas perdas.

Em 934, Alcaim sucedeu ao pai e se tornou o segundo califa fatímida. Depois de sua ascensão, ele nunca mais deixou a residência real em Mahdia. Mesmo assim, o Califado Fatímida se tornou um poderoso estado na região do Mediterrâneo. Após a conquista da Sicília, as províncias bizantinas da Calábria e a costa da Itália e da França passaram a ser alvo frequentes de saques.

Porém, de 944 até 947, o califado caiu numa criso por conta da revolta de Abu Iázide, que uniu as tribos berberes de fé carijita da região das Montanhas Aurès (na Argélia oriental) e invadiu a Ifríquia. O imam Alcaim conseguiu repeli-los em Mahdia com a ajuda da marinha por um ano e morreu antes que a revolta fosse debelada.

Alcaim foi sucedido por seu filho Ismail Almançor.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Alcaim Biamir Alá
Nascimento: 893 Morte: 946
Precedido por:
Ubayd Allah al-Mahdi Billah
Califas fatímidas
934–946
Sucedido por:
Almançor

Ligações externas[editar | editar código-fonte]