Mundo oriental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Localização da Ásia
Mapa da distribuição geográfica das religiões abraâmicas (tons de rosa) das religiões da Ásia Oriental (tons de amarelo)

O termo mundo oriental se refere às diversas culturas ou estruturas sociais e sistemas filosóficos da Ásia; ou ao que está geograficamente a leste da Europa. O termo geralmente não é usado fora do mundo ocidental, uma vez que abrange uma região enorme, variada, complexa e dinâmica, difícil de generalizar.

Embora estes países e regiões tenham muitos aspectos comuns, historicamente eles nunca se definiram coletivamente como uma entidade única, real ou superficial. O conceito de "mundo oriental" na maioria das vezes inclui a Ásia Central, o Extremo Oriente, o Oriente Médio (também conhecido como Oriente Próximo ou Ásia Ocidental), a Ásia Setentrional e Meridional.

O conceito de um povo asiático único é irreal e permanece devido vinculação de que a identidade asiática é restrita apenas aos povos que vivem nas regiões sul, leste e sudeste do continente asiático. Nações que se vêem como parte do mundo oriental, como os países árabes da Ásia Ocidental, Israel, Irã e seus respectivos grupos étnicos, não se identificam como "asiáticos".[1] Outra razão pela qual uma identidade pan-asiática é imaginária é o fato de que a Ásia é o continente mais racialmente e etnicamente diverso do mundo.[2][3][4]

A divisão entre "Oriente" e "Ocidente" é um produto da história cultural europeia e da distinção entre a cristandade europeia e as culturas além dela, no Oriente. Com a colonização europeia da América, a distinção Ocidente/Oriente tornou-se global. O conceito de uma esfera oriental, "índia" (Índias) ou "Oriental" foi enfatizado por ideias de racistas, bem como por diferenças religiosas e culturais. Tais distinções foram articuladas pelos ocidentais na tradição acadêmica conhecida como orientalismo e indologia. Um fato intrigante a ser observado é que o orientalismo foi o único conceito ocidental sobre um mundo oriental unificado que abrangia toda a Ásia e não sobre qualquer região específica.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Khatib, Lina (2006). Filming the modern Middle East: politics in the cinemas of Hollywood and the Arab world. Col: Library of Modern Middle East Studies, Library of International Relations. 57. [S.l.]: I.B. Tauris. pp. 166–167, 173. ISBN 1-84511-191-5 
  2. Lee, Sandra S. Mountain, Joanna. Barbara, Koening A. The Meanings of Race in the New Genomics: Implications for Health Disparities Research. Yale University. 2001. October 26, 2006. [1]
  3. Cartmill, M. (1999). The Status of the Race Concept in Physical Anthropology. American Anthropologist 100(3)651 -660.
  4. For example, "Asian and Indian people" are referred to in the New Zealand Heart Foundation's BMI calculator.