Natação sincronizada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nado sincronizado
Natação artística
Entidade: Federação Internacional de Natação - FINA
Imagem
Russas praticando o desporto, em maio de 2007.
Características
Desporto Aquático
Olimpíadas Parte do programa oficial desde Los Angeles-1984
Site FINA

O nado sincronizado (renomeado oficialmente como natação artística pela FINA, em julho de 2017),[1] é um desporto híbrido que inclui conceitos da natação, da ginástica e da dança, consistindo aos nadadores (indivíduos, duetos, trios, equipes ou combos) executar uma rotina sincronizada de movimentos elaborados e dramáticos na água, acompanhada por uma música.[2]

A natação sincronizada exige habilidades de primeira ordem na água ao exigir força, resistência, flexibilidade, benevolência, arte e o sincronismo preciso, sem mencionar o controle excepcional da respiração quando estiver de cabeça para baixo na água. Desenvolvido na década de 1900 no Canadá, é um desporto executado quase exclusivamente por mulheres, embora haja alguma participação de homens.[3]

Este desporto é administrado e regulamentado pela Federação Internacional de Natação - FINA (em inglês: International Swimming Federation; em francês: Fédération Internationale de Natation).

História[editar | editar código-fonte]

Nadadoras praticando nado sincronizado de cabeça para baixo.

A origem do nado sincronizado é um pouco incerta, acredita-se que ele tenha surgido de acrobacias simples na água e que com a evolução delas, teria originado o ballet aquático (um pequeno esboço do que hoje é chamado de nado sincronizado) essa modalidade dotada de extrema plasticidade de movimentos foi ganhando espaço, se aperfeiçoando, até se tornar um desporto oficial. O ballet aquático (como era chamado este desporto na época) era visto apenas nos intervalos de competições de natação.[4]

Em 1891, o desporto começou a ser praticado por alemães durante uma disputa desportiva em Berlim.

A primeira vez que se ouviu o nome oficial como sendo nado sincronizado foi em 1933, durante a Feira Mundial de Chicago.[3] Neste evento, após uma apresentação dos alunos de Katherine Curtis, o nadador medalhista de ouro Norman Ross cunhou o termo "natação sincronizada".[5]

Este desporto apareceu nas Olimpíadas pela primeira vez nos Jogos de 1952, sediados em Helsinque, como evento de demonstração (não ocorreram disputas de medalhas até 1968).[3] O nado sincronizado passou a valer pódios na edição de 1984, celebrada em Los Angeles[6] (fato este que ocorreu dois anos após o Comitê Olímpico Internacional ter inserido a modalidade no programa oficial).[3]

Entretanto, foi nos Jogos Pan-Americanos de 1955 (celebrados na Cidade do México) que este desporto apareceu pela primeira vez em escala global.[3] O nado sincronizado fez sua estreia no programa do Mundial de Desportos Aquáticos da FINA na edição de 1973, em Belgrado.[4]

Extra-oficialmente, este desporto é também conhecido como "natação rítmica", "acrobacias aquáticas" e "natação sincronizada".

Regras[editar | editar código-fonte]

Hoje, as regras e os movimentos do nado sincronizado não mudaram muito. O desporto é dividido em categorias, em idades, e níveis, de acordo com o tempo de prática do desporto, as quais se seguem abaixo.[2]

  • Infantil A: 11 e 12 anos.
  • Infantil B: até 14 anos.
  • Juvenil: 13 a 15 anos.
  • Júnior: 16 a 18 anos.
  • Sénior: acima dos 18 anos.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

O nado sincronizado só começou a ser praticado de maneira desportiva em 1923, quando a norte-americana Kataryna Cortes organizou uma apresentação com suas alunas ao som da música “Peixes Antigos”. A modalidade ainda era conhecida como balé artístico na época, por sua semelhança gestual com a música.

Prática no Brasil[editar | editar código-fonte]

Como no Brasil o número de atletas não é muito alto, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) organizou que as atletas de último ano de uma categoria pode "pular" para a outra, possibilitando a atleta mais jovem de competir na categoria acima (propiciando amadurecimento na prática do desporto e confiança nas disputas em competições).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Synchronized swimming to be called artistic swimming | CBC Sports». CBC (em inglês). 22 de julho de 2017. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  2. a b «FINA ARTISTIC SWIMMING RULES 2017 – 2021» (PDF). FINA - Fédération Internationale de Natation. 13 de setembro de 2017. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  3. a b c d e «Nado Sincronizado». Rede do Esporte. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  4. a b «History of Synchro». British Swimming. British Swimming. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  5. Valosik, Vicki (12 de agosto de 2016). «Synchronized Swimming Has a History That Dates Back to Ancient Rome». Smithsonian (em inglês). Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  6. Maltby, Becky. «Into the Blue». Hana Hou! - The Magazine of Hawaian Airlines | October/November 2007. Consultado em 20 de setembro de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Natação sincronizada
Ícone de esboço Este artigo sobre esporte/desporto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.