Nazim al-Kudsi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nazim al-Qudsi

Nazim al-Kudsi, também escrito "Koudsi", "al-Qudsi" ou "al-Cudsi" (14 de fevereiro de 1906 - 6 de fevereiro de 1998) (em árabe: ناظم القدسي), foi um político e presidente sírio, de 14 de dezembro de 1961 até 8 de março de 1963.

De origem sunita, nasceu ainda durante o Império Otomano; estudou na Universidade Americana de Beirute e na Universidade de Genebra. A partir de 19 de março de 1945, ainda durante o mandato francês, foi até 1947, embaixador da República da Síria nos Estados Unidos. Ele também foi membro do partido nacionalista árabe Bloco Nacional.

Após a independência Nazim al-Qudsi foi, em 1949, primeiro-ministro, possuindo novamente este cargo entre 1950 e 1951. Em seguida, ele se tornou presidente do parlamento sírio. Posteriormente, a Síria separou-se da República Árabe Unida, e al-Qudsi governou a Síria como presidente a partir de 1961. Permanecendo neste posto até 7 de março de 1963, data do golpe de Estado do Partido Baath.[1]

Referências

  1. « Kudsi, Nazim al- » sob rulers.org

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Sami Moubayed, "Steel & Silk: Men and Women Who Shaped Syria 1900-2000" (Cune Press, Seattle, 2005).
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.