Nebulosa do Ovo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nebulosa do Ovo
Nebulosa do Ovo
Nebulosa do Ovo
Dados observacionais (J2000)
Constelação Cygnus
Asc. reta 21h 02m 18.75s
Declinação +36° 41′ 37.8"
Magnit. apar. 14,0
Distância 3000 anos-luz anos-luz
Características físicas
Raio 0,2 anos-luz
Outras denominações
O Ovo do Cisne
PK 080-06 1, RAFGL 2688
[[Imagem:|250px|]]

A Nebulosa do Ovo (RAFGL 2688) é uma protonebulosa planetária -um tipo de nebulosa de reflexão- na constelação de Cygnus. Distante cerca de 3000 anos-luz da Terra,[1] a sua velocidade de expansão é de 20 km/s.[2] Foi descoberta em 1996 por Raghvendra Sahai e John Trauger do Jet Propulsion Laboratory da NASA.

A característica mais notável da Nebulosa do Ovo é uma série de arcos e círculos brilhantes que rodeiam a estrela central. Na imagem obtida com o Telescópio Espacial Hubble pode ser vista uma densa camada de gás e poeira, que oculta a estrela, impedindo que chegue diretamente a sua luz à Terra. Porém, a sua luz penetra nas regiões menos densas da envoltura que a rodeia, iluminando as camadas mais exteriores do gás e criando os arcos visíveis.[2]

A envoltura em torno à estrela é provavelmente um disco. Os feixes de luz que se observam indicam que o sistema tem um momento angular, provavelmente gerado por um disco de acreção. Assim mesmo, a geometria em forma de disco explicaria a diferente grossura do envoltório, que por um lado permite que a luz escape através dos eixos do disco iluminando as camadas externas de gás, e por outro impede a visão direta da estrela quando é observada desde o plano do disco. Embora discos de poeira se tenham confirmados ao redor de outros objetos post-RAG,[3] o disco em torno à Nebulosa do Ovo não foi confirmado.

Referências