Nossa Senhora da Graça dos Degolados

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
 Portugal Nossa Senhora da Graça dos Degolados  
—  Freguesia  —
Entrada principal de Nossa Srª Graça dos Degolados
Entrada principal de Nossa Srª Graça dos Degolados
Brasão de armas de Nossa Senhora da Graça dos Degolados
Brasão de armas
Nossa Senhora da Graça dos Degolados está localizado em: Portugal Continental
Nossa Senhora da Graça dos Degolados
Localização de Nossa Senhora da Graça dos Degolados em Portugal
Coordenadas 39° 03' 43" N 7° 07' 13" O
País  Portugal
Concelho CMR.png Campo Maior
Administração
 - Tipo Junta de freguesia
 - Presidente Florival Martins Durão Cirilo (PS)
Área
 - Total 35,75 km²
População (2011)
 - Total 587
    • Densidade 16,4 hab./km²
Código postal 7370-191
Orago Nossa Senhora da Graça

Nossa Senhora da Graça dos Degolados é uma freguesia portuguesa do concelho de Campo Maior, com 35,75 km² de área e 587 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 16,4 hab/km².

Localização no Concelho de Campo Maior

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Nossa Senhora da Graça dos Degolados [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
499 505 752 838 1 212 896 757 901 1 140 1 080 750 610 652 536 587

No censo de 1864 figura Degolados e de 1878 a 1930 designa-se por Degolados (Nossa Senhora da Graça). Nos censos de 1864 a 1920 fazia parte do concelho de Arronches, passando para o actual concelho pelo decreto nº 12.758, de 06/12/1926. Por este mesmo decreto foram desanexados lugares desta freguesia e incluídos na de S. Bartolomeu, que foi extinta pelo decreto lei nº 27.424, de 31/12/1936, e incorporada na freguesia de Assunção, do concelho de Arronches. Pelo decreto lei nº 27.424, de 31/12/1936, passou a ter a actual designação. Fonte: INE

Evolução da  População  (1864 / 2011) Evolução da  População  (1864 / 2011) Grupos Etários  (2001 e 2011)

História[editar | editar código-fonte]

Segundo reza a história, o surgimento do nome de Degolados está associado a um “Ribeiro de Degolados” (actualmente Ribeiro das Hortas).

As primeiras casas[editar | editar código-fonte]

A primeira casa a construir-se, calcula-se que tenha sido no início do século XVI (quando foi descoberto o Brasil “1500”); registos de 1538, dão conta da existência de um monte, que dava por seu nome “Herdade de Degolados”; em 1591 surge o primeiro aglomerado de casas e a consequente fixação de moradores. Começou a ser reconhecida instituição autónoma no século XVII pertencente então, ao concelho de Arronches.

Entre 1640-1668, passou por grandes obstáculos, a região do nordeste alentejano foi duramente castigada, em consequência da Guerra da Restauração; atingiu fortemente as vizinhas povoações amuralhadas e muito mais foram os danos nos pequenos lugares e herdades indefesas espalhadas pela área fronteiriça, como é o caso de Degolados.

Em 1700 reinicia-se um processo de crescimento. Em 1758 já existiam 42 fogos e cerca de 170-180 habitantes, sendo a maior parte dos residentes naturais de outras povoações. A partir desta data, fruto da necessidade de reparar as lavouras devastadas pela guerra, e a necessidade de repovoar a região fronteiriça abandonada por grande parte dos seus habitantes durante o conflito de quase trinta anos, famílias vindas de outras regiões do país (oriundas de Campo Maior, Ouguela, S. Vicente, Elvas, Arronches, Mosteiros, Fortios, Albuquerque, Castelo de Vide e inclusive pertencentes ao distrito de Castelo Branco e Viseu), fixaram-se em Degolados.

Indivíduos identificados como moradores de Degolados, com parte substancial a residir nas herdades situadas na área da freguesia, empregados nos trabalhos braçais da agricultura, a troco de míseros proveitos, nos grandes latifúndios. Os “ratinhos”, vindos das regiões da Beira Interior, vinham a título temporário para as actividades sazonais da agricultura (apanha da azeitona, ceifa do trigo), iam-se deixando ficar por cá até que ficavam definitivamente.

Degolados pertenceu ao concelho de Arronches, em Setembro de 1895 passou a fazer parte do concelho de Campo Maior, tendo passado novamente para o de Arronches em Janeiro de 1898, e finalmente mudou para o de Campo Maior a 6 de Dezembro de 1926.

A Exploração Mineira[editar | editar código-fonte]

Outro dos factos marcantes que evidenciaram esta povoação, foi a passagem dos “romanos”, nos primórdios do século XII, onde deixaram vestígios da sua passagem (pontes, pavimentos em mosaico, forno em olaria, entre outros). A sua passagem por estas zonas devia-se ao facto da procura de minas de cobre e ferro, que segundo provas ainda hoje visíveis, mostra que a zona de Degolados é rica neste potencial, temos como referência as “Minas da Tinoca” e “Monte Alto”. Degolados, já nesse tempo era ponto de referência para os romanos, que vindos de terras espanholas (Mérida), passavam por esta zona, utilizando uma via romana que ainda hoje é visível, que dá por seu nome a “Estrada do Alicerce”.

A exploração mineira nesta zona teve uma importância económica fundamental para Degolados, não só em termos de vencimentos como também gerou a criação de empregos. Foi lugar de trabalho e residência e fonte de subsistência de centenas de trabalhadores durante várias décadas.

A freguesia em imagens[editar | editar código-fonte]

Igreja de Nossa Srª da Graça dos Degolados

Igreja degoaldos.jpg

Escola Primária de Degolados

Escola Primaria Degolados.

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]