Observatório Sírio de Direitos Humanos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH ou, em inglês, Syrian Observatory for Human Rights) é uma organização, baseada em Londres, Inglaterra, que se opõe ao governo de Bashar al-Assad na Síria. O grupo é liderado por Rami Abdulrahman.[1] Este grupo é constantemente usado como fonte por países ocidentais para, principalmente, obter dados sobre direitos humanos e número de mortos dentro do território sírio.[1][2]

A sede da organização fica no bairro de Coventry, na capital do Reino Unido, Londres. O líder do grupo, Rami Abdulrahman, foi por três vezes preso enquanto vivia na Síria e então se mudou para a Inglaterra no ano 2000, para evitar uma nova prisão.[1]

Em uma entrevista concedida a Reuters em dezembro de 2011, Abdulrahman disse que o observatório tem cerca de 200 fontes dentro da Síria e que pelo menos 6 deles já foram mortos. Abdulrahman é responsável por boa parte das contagens não oficiais de mortos e feridos dentro da guerra civil no país.[3] A metodologia do OSDH para contar as mortes dentro do conflíto tem sido muito questionada.[por quem?][4]

Em abril de 2013, em uma nova entrevista, desta vez feita ao jornal americano The New York Times, o líder do Observatório Sírio de Direitos Humanos confirmou que o grupo é parcialmente financiado pela União Europeia e por outros países e organizações ocidentais.[5]

Referências

  1. a b c Abbas, Mohammed; Golovnina, Maria (editing) (8 de dezembro de 2011). «Coventry - an unlikely home to prominent Syria activist». Reuters. Consultado em 11 de junho de 2012.. Cópia arquivada em 11 de junho de 2012 
  2. "Russia questions credibility of Syrian Observatory for Human Rights,". RT. (25 de fevereiro de 2012). Acesso em 6 de maio de 2013.
  3. «26 civilians killed in Syria on Friday: Observatory». The Asian Age. 18 de fevereiro de 2012. Consultado em 11 de junho de 2012.. Cópia arquivada em 11 de junho de 2012 
  4. Patrick Henningsen, "Re-writing legal language and political nudging – new US strategy for Syria," RT (3 de maio de 2013). Acesso em 16 de maio de 2013.
  5. «A Very Busy Man Behind the Syrian Civil War's Casualty Count». The New York Times. Consultado em 16 de maio de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • SOHR.net - Website oficial
  • SOHR.org - Website criado em agosto de 2011, após a suposta expulsão de Abdulrahman