Oizumi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Japão Oizumi

大泉町 (-machi)

 
  Cidade  
Prefeitura de Oizumi
Prefeitura de Oizumi
Símbolos
Bandeira de Oizumi
Bandeira
Brasão de armas de Oizumi
Brasão de armas
Localização
Localização de Oizumi
País  Japão
Prefeitura Gunma
Características geográficas
Área total 18,03 km²
População total (2020) 41,918 hab.
Densidade 2,3 hab./km²
Sítio http://www.town.oizumi.gunma.jp/

Oizumi (大泉町 Oizumi-machi?) é uma cidade japonesa localizada na província de Gunma, no Japão.[1]

Em 2020, a cidade tinha uma população estimada em 41.198 habitantes em 19.773 domicílios[2] e uma densidade populacional de 2.300 h/km². A área total da cidade é de 18,03 km².

É a cidade com a maior concentração de estrangeiros, representando cerca de 18% da população total, dos quais, brasileiros e peruanos compõem a maior parte desse grupo. O município se tornou um dos principais destinos dos brasileiros no início da década de 1990, durante a migração dos decasséguis. Atualmente vivem na cidade cerca de 6.000 brasileiros e por isso, é conhecida em todo o país como a Cidade Brasileira.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Oizumi está localizada no extremo sul da província de Gunma, tendo a fronteira com a província de Saitama ao sul. O Rio Tone flui pela parte sul da cidade.

Municípios vizinhos[editar | editar código-fonte]

Prefeitura de Gunma[editar | editar código-fonte]

Prefeitura de Saitama[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Oizumi tem um clima continental úmido (Köppen Cfa) caracterizado por verões quentes e invernos frios. A temperatura média anual em Ōizumi é de 14,5 °C. A média anual de chuvas é de 1263 mm com setembro como o mês mais úmido. As temperaturas são mais altas em média em agosto, em torno de 26,7 °C, e as mais baixas em janeiro, em torno de 3,3 °C[3]

História[editar | editar código-fonte]

As aldeias de Ōkawa e Koizumi foram criadas dentro do distrito de Ōra, província de Gunma em 1 de abril de 1889 com a criação do moderno sistema de municípios após a Restauração Meiji. Koizumi foi elevado ao status de cidade em 25 de julho de 1902. Em 31 de março de 1957 Koizumi fundiu-se com a vila de Ōkawa e foi renomeada Ōizumi. Planos de fusão com a vizinha Chiyoda em 2004 e com Ōta em 2008 foram rejeitados pela assembleia local.

Cidade Brasileira[editar | editar código-fonte]

Oizumi se tornou um dos principais destinos dos brasileiros, principalmente, os dekasséguis, no início da década de 1990, em busca de emprego na cidade devido ao seu centro industrial. Os brasileiros representam cerca de 10% da população local, responsáveis por criar na avenida principal da cidade comércios e prestadores de serviços exclusivos para os brasileiros, além de exibirem as cores da bandeira do Brasil na cidade. A Associação de Turismo da cidade, percebendo no potencial gerado pelos brasileiros, investiu em campanhas e em ações para atrair turistas a cidade, interessados a conhecer a cultura e culinária do Brasil sem precisar sair do Japão[4].

Foi fundado na cidade o Centro Comunitário Multicultural de Oizumi[5], com com o objetivo de ajudar os brasileiros dando informações e esclarecimentos sobre a cultura e os costumes do Japão, funcionamento da cidade, educação das crianças, consultas sobre impostos, Seguro de Saúde Federal, tarifa de agua encanada, separação de lixo e locais de depósito de lixo, regras de trânsito e prevenção contra poluição sonora, além de oferecer cursos da língua japonesa.[6]

Economia[editar | editar código-fonte]

Oizumi possui um importante centro industrial, com instalações de produção de empresas e indústrias como Ajinomoto, Sanyo, Toppan, Maruha Nichiro e Fuji Heavy Industries (anteriormente fábrica da Nakajima Aircraft Company).

Educação[editar | editar código-fonte]

Oizumi tem quatro escolas públicas de ensino fundamental e três escolas públicas de ensino médio operadas pelo governo da cidade, e duas escolas públicas de ensino médio operadas pelo Conselho de Educação da prefeitura de Gunma.

Escolas internacionais[editar | editar código-fonte]

A cidade abrigava anteriormente a Escola da Professora Rebeca, outra escola internacional brasileira.

Transporte[editar | editar código-fonte]

Ferrovias[editar | editar código-fonte]

  • Tōbu Railway – Linha Tōbu Koizumi

Rodovias[editar | editar código-fonte]

  • Rota Nacional 142

Atrações turísticas[editar | editar código-fonte]

  • Ruínas do Castelo de Koizumi (泉跡)
  • Templo ryusenji (竜泉寺)
  • Santuário koizumi (の泉神社)
  • Restos de Ainohara (間跡) do período Jōmon (3500 a.C.)

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Oizumi». VIAF (em inglês). Consultado em 8 de dezembro de 2019 
  2. «Censo populacional de Oizumi». www.town.oizumi.gunma.jp. Consultado em 21 de fevereiro de 2021 
  3. «Dados climáticos de Oizumi». en.climate-data.org. Consultado em 21 de fevereiro de 2021 
  4. «Concentração de brasileiros em cidade japonesa vira atração turística». BBC News Brasil. 4 de junho de 2015. Consultado em 21 de fevereiro de 2021 
  5. «Centro Comunitário Multicultural de Oizumi « 大泉町多文化共生コミュニティセンター» (em japonês). Consultado em 21 de fevereiro de 2021 
  6. «O que é o Centro Comunitário Multicultural de Oizumi? « 大泉町多文化共生コミュニティセンター» (em japonês). Consultado em 21 de fevereiro de 2021 
  7. «Educação». toquio.itamaraty.gov.br. Consultado em 21 de fevereiro de 2021 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Oizumi

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Prefeitura de Gunma
Cidades
An'naka | Fujioka | Isesaki | Kiryu | Maebashi (Capital) | Midori | Numata | Oizumi | Ōta | Shibukawa | Takasaki | Tatebayashi | Tomioka
Distritos
Agatsuma | Gunma | Kanra | Kitagunma | Oura | Sawa | Seta | Tano | Tone