Oleg Antonov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Oleg Antonov
Oleg Antonov homenageado em selos da Rússia de 2006
Nascimento 7 de fevereiro de 1906
Moscou
Morte 4 de abril de 1984 (78 anos)
Kiev
Sepultamento Cemitério de Baikove
Nacionalidade ucraniano
Cidadania Império Russo, União Soviética
Etnia russos
Alma mater
  • Saint Petersburg State Polytechnical University
Ocupação engenheiro aeroespacial, engenheiro, inventor, político, professor(a) universitário(a)
Prêmios Prêmio Lenin (1962)
Empregador Yakovlev, Antonov
Campo(s) engenharia
Assinatura
Sign of Oleg Antonov.png

Oleg Konstantinovich Antonov (em russo: Олег Константинович Антонов), (Troitsky, Império Russo, 7 de fevereiro de 1906Kiev, RSS da Ucrânia, 4 de abril de 1984) foi um construtor de aviões soviético.[1] Entre eles se destaca o An-2 e o Antonov A-7. Fundou a Companhia Antonov, criadora do An-225.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Após terminar a escola, Antonov começou a estudar no Instituto Politécnico de Leningrado, graduando-se em 1930. Ele então trabalhou de 1931 a 1938 como designer-chefe na fábrica de planadores Tushino. Lá ele desenvolveu, entre outras coisas, o RF-7, que foi construído em pequenas séries em 1937. Em 6 de julho de 1939, Olga Klepikowa estabeleceu um recorde absoluto de distância para planadores com esta aeronave, percorrendo uma distância de 749 203 quilômetros. Também merecem destaque os tipos "Standard" e "UPAR", que também foram construídos em série e foram usados ​​para treinamento de pilotos iniciantes, bem como o primeiro planador soviético todo em metal A-13. No total, cerca de 5 000 planadores de Antonov foram construídos na década de 1930. Quando a fábrica foi fechada em 1938, Antonov mudou-se para o escritório de design de Alexander Yakovlev por dois anos, onde desenvolveu uma cópia do avião de ligação alemão Fieseler Storch, o OKA-38, em Kaunas, mas a produção em série foi impedida pelo alemão invasão da União Soviética. Ele então voltou a planar por um curto período como chefe de um grupo de projetos e desenvolveu, entre outras coisas, os planadores de carga A-7 e A-11 e o A-40 "Flying Tank". A partir de 1943 voltou a OKB Yakovlev, onde trabalhou como 1º vice na Planta 153 em Novosibirsk em projetos de caças, incluindo o Yak-3. Após o fim da guerra, as aeronaves multifunção Yak-10 e Yak-12 surgiram sob a direção de Antonov. Em 1945 tornou-se membro do WKP (B).[2]

Em 31 de maio de 1946, o OKB Antonow foi fundado em Novosibirsk, que mais tarde se mudou para Kiev. O primeiro modelo desenvolvido surgiu em 1947 e foi o avião multifunção An-2, dos quais cerca de 18 000 foram construídos. O chamado "Trator do Ar", um grande de dois andares, ainda é usado hoje. Seguiram-se aeronaves de carga e comerciais, como a aeronave de médio curso An-10 Ukraina (1957) movida a turbinas a hélice e a maior aeronave do mundo na época, o An-22 Antaeus (1969) e o An- 124 Ruslan (1982). O atual recordista An-225 Mrija (1988) já foi projetado depois de seu tempo. A partir de 1967 Antonov foi membro da Academia de Ciências da RSS da Ucrânia. Em dezembro de 1981 tornou-se membro da Academia de Ciências da URSS. Ele morreu em Kiev em 1984 e foi enterrado lá no Cemitério Baikove.[3]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Антонов Олег Константинович
  2. Manfred Jurleit: Antonows Transporter. In: Fliegerrevue Nr. 8/1973, S. 358
  3. «Personal Site The status in the NAS of Ukraine». web.archive.org. 28 de novembro de 2016. Consultado em 7 de fevereiro de 2022 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Oleg Antonov
Ícone de esboço Este artigo sobre engenheiro(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.