P.MC

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

P.MC é um rapper brasileiro, conhecido pela sua parceria com o DJ Deco Murphy, com o qual formou a dupla P.MC e DJ Deco Murphy[1][2], e por ser um dos integrantes do grupo Jigaboo[3].

Em 2004, já em carreira solo, lançou o álbum ‘Meu Rap é assim’, que conta com a participação de seis adolescentes ex-internos na Febem. Os jovens participam da música ‘Sem me entregar’ e trabalharam em todo o processo, desde a composição até a finalização. As fotos do encarte e a ilustração da capa também foram feitas por adolescentes da filial do Tatuapé.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

P.MC começou sua carreira musical no Hip-Hop em 1983, formando o grupo "Break Tropical", na sua cidade natal (Juiz de Fora-MG). Em 1988, migrou para o Rap e formou o grupo "Patrulheiros do Peso".

Em 1994, a música "Sou Radical Sim", gravada juntamente com o rapper Lyder Boy figurou na coletânea "União Breack Rap", do selo M.A. Records.

P.MC e os Poetas de Rua[editar | editar código-fonte]

Em 1995, juntamente com o grupo "Os Poetas de Rua", lançam o álbum "Revolução de Novos Ideais".

Em 1996, o segundo álbum desta parceria é lançado, com o título "P.MC e Poetas de Rua".

Em 1997, P.MC e Os Poetas de Rua lançam o álbum duplo "Sociedade Decadente", pela TNT Records

P.MC e DJ Deco Murphy[editar | editar código-fonte]

Em 1998, P.MC deixa Os Poetas de Rua e forma uma parceria com o DJ Deco Murphy, fiel amigo e parceiro. Desta parceria (P.MC e DJ Deco Murphy) é lançado o álbum "Identidade" onde estouram as faixas: "Alô Brasil" e "Vamo Falá".

A dupla passa a participar ativamente do cenário Rap e Hip-Hop paulista, compondo e cantando em diversos encontros e shows. A dupla ainda viajaria para a Inglaterra e Alemanha para participar de simpósio de cultura hip hop e do famoso Battle of the Year, a grande batalha das “crews” ou equipes de Hip Hop.

Carreira Solo[editar | editar código-fonte]

Em 2004, já em carreira solo, lançou o álbum ‘Meu Rap é assim’, que conta com a participação de seis adolescentes ex-internos na Febem. Os jovens participam da música ‘Sem me entregar’ e trabalharam em todo o processo, desde a composição até a finalização. As fotos do encarte e a ilustração da capa também foram feitas por adolescentes da filial do Tatuapé.[4]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Carreira Solo
  • 2004 - Meu Rap é Assim
# Faixa
01 Voz da Rua
02 O Corre Continua
03 Dinheiro? (Todo Mundo Quer!)
04 Speedêra
05 Eu Te Avisei
06 Não Vem Que Não Tem
07 A Verdade Dói
08 Buscando a Luz
09 Blackout Total
10 Salve Quadrilátero
11 Sem me Entregar
12 Na Asa da Gaivota
13 Bem Lôco do Côco
14 Vacilão
15 Bem Lôco do Côco (Guitar Mix)
16 Presente do Jigaboo
Com Os Poetas de Rua
  • 1995 - Revolução de Novos Ideais
  • 1996 - P.MC e Poetas de Rua
  • 1997 - Sociedade Decadente
Com a dupla "P.MC e DJ Deco Murphy"
  • 1998 - Identidade
Com Jigaboo
Ver artigo principal: Discografia de Jigaboo
Participação em outros projetos

Referências

  1. dicionariompb.com.br/ Página da dupla no Dicionário Cravo Albin
  2. folha.uol.com.br/ P.MC e DJ Deco Murphy ficam entre Racionais MC's e Gabriel o Pensador
  3. rapnacional.com.br/ Com formação original, Jigaboo está de volta
  4. a b saopaulo.sp.gov.br/ Febem: Seis ex-internos gravam CD com rapper P.MC