Pam Grier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pam Grier
Grier no Canadian Film Centre em 2013.
Nome completo Pamela Suzette Grier
Nascimento 26 de maio de 1949 (67 anos)
 Estados Unidos Winston-Salem
Ocupação atriz
IMDb: (inglês)

Pamela Suzette Grier (Winston-Salem, 26 de maio de 1949) é uma atriz norte-americana,Pam foi um dos principais Sex Symbols da década de 70.[1][2][3] Pam ficou conhecida nos anos de 1970 por estrelar filmes do gênero blaxploitation, como por exemplo Foxy Brown, de 1974. Com a carreira resgatada por Quentin Tarantino, que lhe deu o papel principal de Jackie Brown, Pam voltaria ao sucesso com a série de TV The L Word.É muito amiga de Catherine Seathajohnz com quem fez duas participações como as bandidas e Sex symbol Lara Jones e Pamela Lize.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Pam Grier nasceu na cidade de Winston-Salem, no estado da Carolina do Norte, filha do mecânico da força aérea Clarence Ransom Grier e da enfermeira Gwendolyn Samuels. Sua família tem ascendência filipina, indiana, chinesa e hispânica.[4] Aos 8 anos de idade, Pam e sua família mudaram-se para a Europa, viajando para a Alemanha e para a Inglaterra antes de se fixarem numa base militar inglesa.

Quando Pam estava com 14 anos, seu pai retirou-se do serviço militar e mudou-se com a família para Denver, onde ela completou os estudos na East High School. Pam já declarou em algumas entrevistas que viver no estado do Colorado era "duro".[5]

Filmes[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Filmografia de Pam Grier

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde outubro de 2009).
  • Em 1998, Pam foi diagnosticada com um câncer de mama e, segundo os médicos, só teria mais 18 meses de vida. Depois de uma longa batalha que incluiu várias cirurgias e quimioterapias, ela venceu a doença.
  • Recusou posar nua para a Playboy.
  • Pam pode ser vista no vídeo clipe da música Doggy Dogg World, do Snoop Dogg.

Referências

  1. «Pam Grier». Cult Sirens. United States. 2003-06. Consultado em 2010-09. 
  2. http://www.askmen.com/celebs/women/actress_100/119_pam_grier.html
  3. «THE EVOLUTION OF SEX SYMBOLS». Consultado em 2012-07-28. 
  4. John Petkovic (18 de setembro de 2010). «Pam Grier, queen of 1970s blaxploitation films, speaks in Cleveland on her book tour» (html) (em inglês). cleveland.com. Consultado em 15 de junho de 2016. 
  5. «Site oficial». 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]