Partido Nacionalista Peruano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Partido Nacionalista Peruano
Logo PNP.jpg
Presidente Ollanta Humala
Fundação 3 de outubro de 2005 (12 anos)
Sede Av. Arequipa 3410 San Isidro
Lima
Ideologia Nacionalismo
Socialismo
Abolicionismo
Republicanismo
Democracia participativa
Socialismo democrático
Cores Vermelho
Página oficial
www.partidonacionalistaperuano.org.pe

O Partido Nacionalista Peruano (PNP) é um partido político do Peru.

Fundado por Ollanta Humala em 2005, tem como principal ideologia o nacionalismo e seu espectro político é de Centro-esquerda

Nas eleições gerais de 2006, Humala concorre formalmente pela União pelo Peru (UPP), como candidato convidado.

Unido a UPP, obteveram quase 30% da votação a presidente da república e 35% ao parlamento. A UPP tornou-se o maior partido do Congresso, com 45 das 120 cadeiras. Após o início da legislatura, os membros do PNP se separaram da UPP, passando a contar com 25 parlamentares.[1]

Eleições gerais de 2011[editar | editar código-fonte]

Principal componente na coligação de esquerda Gana Perú,[2] foi vitorioso a tanto a nível parlamentar, com 46 assentos,[3] como a nível presidencial com a consagrada eleição de Humala no segundo turno.[4]

Envolvimento na Operação Lava Jato[editar | editar código-fonte]

Em 2015, a esposa de Ollanta, e líder do Partido, Nadine Heredia, foi acusada, pela polícia brasileira, na Operação Lava Jato, de ter recebido propina da empresa Odebrecht. A primeira-dama nega as acusações, questionando a autenticidade dos documentos apresentados: "por trás [das denúncias], está o APRA", declarou.[5][6]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.