Partisan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Partisans (guerrilheiros) soviéticos na Bielorrússia, 1943.
Partisans soviéticos na Bielorrússia, durante a segunda guerra mundial.

Partisan é um membro de uma tropa irregular formada para se opor à ocupação e ao controle estrangeiro de uma determinada área.[1]

Os partisans operavam atrás das linhas inimigas. Tinham por objetivo atrapalhar a comunicação, roubar cargas e executar tarefas de sabotagem.

O termo ficou conhecido durante a Segunda Guerra Mundial para se referir a determinados movimentos de resistência à dominação alemã, principalmente no Leste Europeu.

Na Iugoslávia, o movimento partisan, liderado pelo guerrilheiro comunista Josip Broz Tito, foi responsável por quase toda a resistência contra o Eixo e ainda teve de lutar contra os católicos fascistas da Ustaše, aliados de Hitler. Posteriormente, Tito tornar-se-ia o presidente do país unificado.

Referências

  1. Ewald J. (ed. & trans. Selig, R. & Skaggs, D) "Treatise on Partisan Warfare" Greenwood Press (1991) ISBN 0-313-27350-2

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.