Paulo Linhares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Paulo Sérgio Bessa Linhares (Fortaleza-CE, 1954) é um antropólogo, doutor em sociologia da cultura, jornalista e publicitário brasileiro. Criador e presidente (desde 2012) do Instituto Dragão do Mar (1998), primeira Organização Social de Cultura do Brasil. Foi duas vezes Secretário de Cultura e Desporto do Ceará, sendo o criador do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (1999), da Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho (1998), do Museu da Imagem e do Som do Ceará (1999) e da Casa de Cultura de Sobral, interior do Ceará, do Porto Iracema das Artes (2013). Professor adjunto da Universidade Federal do Ceará (desde 1994).

Vida Pública[editar | editar código-fonte]

Presidente do Instituto Dragão do Mar (2011- 2020). Atualmente, o Instituto Dragão do Mar é a organização social responsável pela gestão de dez instituições culturais e esportivas do Ceará: Escola Porto Iracema das Artes, Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, Centro Cultural Grande Bom Jardim, Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Cine Teatro São Luiz, Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho, Centro de Formação Olímpica, Casa de Saberes Cego Aderaldo (Quixadá- CE), Vila da Música Solibel - Escola de Música do Ceará (Crato- CE) o Centro Cultural Porto Dragão.

Presidente do Instituto de Estudos e Pesquisas para o Desenvolvimento do Estado do Ceará da Assembleia Legislativa do Ceará - INESP (2011)

Deputado Estadual da vigésima terceira legislatura (1998-2002) da Assembleia Legislativa do Ceará

Secretário da Cultura e Desporto do Ceará (1995- 1998), Governo Tasso Jereissati

Secretário da Cultura e Desporto do Ceará (1993- 1994), Governo Ciro Gomes

Secretário de Imprensa e Relações Públicas (1986- 1988), Governo Maria Luiza Fontenele

Trajetória Profissional[editar | editar código-fonte]

Coordenou a campanha vitoriosa para Prefeito de Fortaleza (1985) da candidata Maria Luiza Fontenele (PT), a primeira mulher prefeita de uma capital do Brasil da redemocratização, além de ser também a primeira prefeitura do Partido dos Trabalhadores. A campanha mobilizou corações e mentes de Fortaleza ao som de Maria Maria de Milton Nascimento e derrotou o candidato dos coronéis, Professor Morais (PDS), o candidato do PMDB, Paes de Andrade e o candidato do PFL, Lúcio Alcântara.

Foi diretor de Marketing do Jornal O Povo (1988- 1989). Um dos fundadores da Edições Demócrito Rocha, editora da Fundação Demócrito Rocha, tendo sido co-editor da primeira publicação lançada pela editora "História do Ceará"(1989), coordenado pela professora Simone de Souza.

Foi Diretor de Conteúdo e Marketing (2007- 2011) e um dos fundadores da TV O Povo, Tv pública afiliada à TV Cultura, pertencente à Fundação Demócrito Rocha e mantida pelo Grupo de Comunicação O Povo, tendo criado diversos programas de TV entre eles, O Grande Jornal, Viva Fortaleza, Grande Debate, Porto Mucuripe, Coletiva, Trem Bala, entre outros.

Formação Acadêmica[editar | editar código-fonte]

Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Sociologia. Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil. Título: O Profeta e o Chocolate. Disposições sociais e apetências na trajetória de José de Alencar, 2010. Orientadora: Irlys Barreira

Mestrado em Estudos Aprofundados Em Antropologia Comparada. Université Paris Descartes, Paris V, França. Título: Les quatre logique de la visibilité urbaine, 1992. Orientador: Michel Maffesoli.

Graduação em Comunicação Social. Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil. Ano de conclusão: 1982

Livros Publicados[editar | editar código-fonte]

José de Alencar: o profeta do Chocolate: sociologia do pai fundador do campo literário brasileiro (Armazém da Cultura, 2013) Tempestade: Os bastidores de uma CPI (Armazém da Cultura, 2013) Cidade de água e sal: Por uma antropologia do litoral Nordeste sem cana e sem açúcar. (Armazém da Cultura, 2013). Cidade de Água e Sal - por uma antropologia do nordeste sem cana e sem açúcar. 01. ed. Fortaleza-Ce: Fundação Demócrito Rocha, 1992

Artigos Publicados[editar | editar código-fonte]

LINHARES, P. S. B.; DAMATTA, R. ; Cervero, Robert. ; AFFONSO, N. S. . Cadernos Inesp: Vida Mobilidade e Felicidade Urbana. 1. ed. Fortaleza: Editora Inesp: Instituto de Estudos e Pesquisas do Ceará, 2011. v. 9. 220p .

LINHARES, P. S. B.. O Conhecimento assediado - proposta para uma Universidade pública, democrática e transformadora.. 01. ed. Fortaleza: Fundação Terra de Iracema, 2001. v. 01. 172p .

LINHARES, P. S. B.; BRUNO, A. . CPI DO FUNDEF - Relatório. 01. ed. Fortaleza: INESP/Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, 2000. v. 01. 230p .

LINHARES, P. S. B... v. 01. 364p .

Referências

[1] [2] [3] [4] [5]