Peryton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Impressão artística de um peryton.

O peryton é um animal mitológico híbrido combinando as características físicas de um veado e um pássaro.[1]

Jorge Luis Borges descreveu em seu livro, Livro dos Seres Imaginários, como uma criatura azul esverdeada com o corpo de um veado e as asas de uma águia, o peryton de Borges, é um magnífico paradoxo. Cativante e desarmante na aparência, a criatura possui uma dimensão escura e uma natureza inesperada. A dualidade do peryton incorpora conceitos intrigantes de contraste e contradição: o difícil e o fácil das coisas; uma energia protetora e sedutora; o espírito de guerreiros vulneráveis; uma selvageria refinada; a percepção de que capturado dentro de autêntica beleza é algo imperfeito e incomum.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Myth of the Peryton, em 24 de abril de 2014.
  2. Em defesa dos seres imaginários, por Aleksandra Józiak (junho de 2010)
Ícone de esboço Este artigo sobre Mitologia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.