Petr Vopěnka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Petr Vopěnka
Petr Vopěnka em 2009
Nascimento 16 de maio de 1935 (83 anos)
Praga
Nacionalidade República Checa Tcheco
Alma mater Universidade Carolina
Orientador(es) Eduard Čech e Ladislav Rieger
Instituições Universidade Carolina
Tese 1962

Petr Vopěnka (Praga, 16 de maio de 1935) é um matemático tcheco.

No início da década de 1970 estabeleceu a teoria dos conjuntos alternativa (i.é., alternativa à teoria clássica de Cantor), que ele subsequentemente desenvolveu em uma série de artigos e monografias. Na esfera da literatura matemática mundial, o nome Vopěnka é associado com muitas realizações matemáticas de primeira classe.[1][2] Desde a metade da década de 1980 dedicou-se a questões filosóficas da matemática (particularmente vis-à-vis a fenomenologia Husserliana).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Petr Vopěnka cresceu na pequena cidade de Dolní Kralovice. Após terminar o ginásio em Ledeč nad Sázavou em 1953 foi estudar matemática na Universidade Carolina, com graduação em 1958. Em 1962 obteve o doutorado. Seus orientadores foram Eduard Čech e Ladislav Rieger.[3]

Em 1958 começou a lecionar na Faculdade de Matemática e Física da Universidade Carolina, a partir de 1964 foi professor e em 1965 professor sênior.

Em 1967 Vopěnka tornou-se chefe do recém criado Departamento de Lógica Matemática. O departamento foi abolido em 1970 e Vopěnka, embora com permissão de continuar na universidade, caiu no desagrado do regime, que limitou seus contatos com matemáticos estrangeiros. Durante as décadas de 1970 e 1980 ele concentrou-se na filosofia e história da matemática e na fenomenologia do infinito.

Após a Revolução de Veludo, em janeiro de 1990, Vopěnka tornou-se vice-reitor da Universidade Carolina. Entre junho de 1990 e julho de 1992 foi ministro da educação da República Tcheca (então párte de Tchecoslováquia). Nesta posição ele, sem muito sucesso e enfrentando protestos dos professores, tentou instituir reformas escolares.

Em 1992 o Departamento de Lógica Matemática foi reaberto e Vopěnka tornou-se chefe. Até 2009 Vopěnka trabalhou como professor da Universidade Jan Evangelista Purkyně em Ústí nad Labem, no Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências.

Petr Vopěnka também participou da tradução e publicação de textos matemáticos antigos (tais como as obras de Euclides e al-Khwarizmi) na língua tcheca e atualmente trabalha no Departmento de Atividades Interdisciplinares da Universidade da Boêmia Ocidental em Pilsen.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Obras de Petr Vopěnka[editar | editar código-fonte]

  • Petr Vopěnka (2004). Horizonty nekonečna. Prague: Moraviapress. ISBN 80-86181-66-9 
  • Petr Vopěnka (1999). Úhelný kámen evropské vzdělanosti a moci. Prague: Práh. ISBN 80-7252-022-9 
  • Petr Vopěnka (1989). Introduction to mathematics in the alternative set theory. Bratislava: Alfa. ISBN 80-05-00438-9 
  • Petr Vopěnka (1979). Mathematics in the Alternative Set Theory. Leipzig: Teubner. ASIN B0006E3AXY 
  • Petr Vopěnka, Petr Hájek (1972). The Theory of Semisets. Amsterdam, Prague: North-Holland. ISBN 0720422671 

Obras sobre Petr Vopěnka[editar | editar código-fonte]

Outras referências[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Petr Vopěnka Biography» (pdf) 
  2. Antonín Sochor (2001). «Petr Vopěnka (16.5.1935)». Ann. Pure Appl. Logic. 109 (1–2): 1–13. doi:10.1016/S0168-0072(01)00037-9 
  3. Petr Vopěnka (em inglês) no Mathematics Genealogy Project

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.