Poitevin (cavalo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Poitevin
Poitevin
Nome em inglês Poitevin
Origem Poitou,  França
Temperamento Dócil
Uso Cavalo de tração
Altura até de 160 a 175 cm na cernelha

O poitevin, também chamado pictavo, mulassier (aquele que "faz" mulas),[1] poitevin mulassier, trait mulassier e cheval du Poitou, é um cavalo de tração da região do Poitou na França. Trata-se de uma raça que produz cavalos de forte ossatura, conhecidos por seu temperamento calmo. A raça apresenta uma gama ampla de pelagens, que são resultado de cruzamentos ao longo do tempo com diversas outras raças de cavalo de tração européias, e é a única raça de cavalo francesa que pode apresentar coloração baia. Atualmente, poitevins são usados principalmente para tração, mas em alguns casos podem também ser usados para equitação ou equoterapia.

Características[editar | editar código-fonte]

Cabeça e peitoral

O corpo do poitevin é relativamente delgado para um cavalo de tração, mas mais longo que boa parte das raças francesas. Pode chegar a uma altura de 160 a 175 cm,[2][3] com garanhões atingindo em média 168 cm e éguas 155 cm na altura da cernelha.[4] A pesada argila e os ricos minerais de sua terra natal ajudaram a raça a desenvolver uma forte ossatura,[5][6] e poitevins levam um tempo considerável grande para atingir maturidade plena, em média cerca de 6 a 7 anos.[7]

História[editar | editar código-fonte]

A raça poitevin foi criada na região francesa de Poitou,[8] especialmente em Luçon, La Rochelle, Melle e Niort.[9] Ela foi desenvolvida através de uma mistura de seleção artificial e natural, que privilegiou a adaptação às características da região em que a raça habita. Embora seja uma raça de tração, ela nunca foi selecionada artificialmente especificamente para essa finalidade, e de fato nunca foi popular para esse uso especifico.[6]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Bongianni, Maurizio (1988). Simon & Schuster's Guide to Horses and Ponies. [S.l.]: Simon & Schuster, Inc. p. 9. ISBN 0-671-66068-3 
  2. «Caractéristiques de la race» (em French). Association du Cheval Poitevin. Consultado em 8 de fevereiro de 2013. Arquivado do original em 7 de abril de 2013 
  3. Bataille, 2008, p. 175
  4. «Trait Poitevin Mulassier» (em French). Races mulassières du Poitou. Consultado em 5 de fevereiro de 2013 
  5. «Fiche du Poitevin Mulassier» (PDF) (em French). Haras Nationaux. Consultado em 7 de fevereiro de 2013 [ligação inativa]
  6. a b Bataille, 2008, p. 176
  7. Fugain, Clémence (agosto de 2010). «Le trait poitevin, un nounours attachant». Cheval magazine (em French) (465): 48–51 
  8. «Historique de la race Poitevin» (em French). Association du Cheval Poitevin. Consultado em 7 de fevereiro de 2013. Arquivado do original em 7 de abril de 2013 
  9. Bixio, 1844, p. 396