Pollyana Gama

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pollyana Gama
Deputada Pollyana Gama.jpg
Deputada Federal por  São Paulo
Período 23 de novembro de 2016
até atualidade
Vereadora de Taubaté
Período 1º de janeiro de 2005
até 22 de novembro de 2016
(3 mandatos consecutivos)
Dados pessoais
Nascimento 13 de maio de 1975 (42 anos)
Taubaté, SP
Alma mater Universidade de Taubaté
Cônjuge Davi Zaia
Partido PPS
Profissão Professora

Pollyana Fátima Gama Santos (Taubaté, 13 de maio de 1975) é uma professora, escritora e política brasileira, atualmente deputada federal por São Paulo pelo Partido Popular Socialista (PPS). [1]

Formada pela Universidade de Taubaté (Unitau) em pedagogia, com habilitação em Administração Escolar. Graduou em Gerentes de Cidades pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP). Mestre em Desenvolvimento Humano pela Unitau. [2]

Eleita vereadora em Taubaté nas eleições de 2004, foi reeleita em 2008 e 2012. Em 2016, disputou a eleição para a chefia do executivo taubateano, terminou na segunda colocação com 36.006 votos. [3][4]

Em 2014 foi candidata a uma vaga na Câmara Federal pela coligação PSDB, DEM e PPS. Terminou a disputa com mais de 35 mil votos, alcançando a quinta suplência de sua coligação. [5] Em novembro de 2016, foi convocada a assumir uma vaga em Brasília, após a nomeação do deputado Roberto Freire (PPS) para a chefia do Ministério da Cultura, pelo presidente Michel Temer, combinado com outros pedidos de licença de colegas eleitos na coligação.[6]

Referências

  1. «Perfil de Leandre no portal da Câmara». Consultado em 03 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Perfil da vereadora Pollyana Gama no portal da Câmara Municipal». Consultado em 03 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. «Dados eleitorais». Consultado em 23 de novembro de 2016 
  4. «Biografia». Consultado em 23 de novembro de 2016 
  5. «Suplência de deputado». Consultado em 23 de novembro de 2016 
  6. «Pollyana vai garantir vaga na Câmara de Brasília». Consultado em 23 de novembro de 2016