Ponto único de falha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2018). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ponto único de falha aplicado a uma rede. Caso o roteador falhe, toda a rede ficará inoperável.

Um ponto único de falha ou ponto crítico de falha é uma tradução vinda da língua inglesa da expressão Single Point of Failure (en:SPOF) para designar um local num sistema informático que, caso falhe, provoca a falha de todo o sistema.

O conceito, embora mais amplamente utilizado no contexto de sistemas de alta disponibilidade, pode ser um processo ou programa que falhe, ou simbolizar uma eventual avaria num computador.

Tome-se como exemplo um servidor web da Internet: se este for servido por um único acesso à Internet aos seus clientes, ou seja, se for servido por um único ISP, esse será um ponto único de falha.

Um exemplo mais terra-a-terra é o computador de secretária que tem, provavelmente à frente: tem um único processador, um teclado, um monitor, uma fonte de corrente, e por aí adiante. Caso um destes compontentes falhe, todo o sistema ficará indisponível.

Por esse motivo, certos servidores devem ter mais do que uma fonte, e ser servidos por uma UPS; teclados e monitores devem encontrar-se disponíveis para substituir os avariados e mais de um processador (normalmente também por questões de eficiência), etc.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.