Praia do Magoito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Praia do Magoito
Praia do Magoito vista desde o Forte do Magoito.
Localização São João das Lampas, Sintra,  Portugal
Extensão da orla 300 m
Tipo de praia Oceânica
Banhada por Oceano Atlântico
Água e ondas 2–4 m
Faixa de areia Branca
Rios Ribeira da Mata

A Praia do Magoito, também designada por Pedregal[1] é uma água balnear costeira pertencente à costa de Sintra, no distrito de Lisboa, em Portugal. Está inserida no Parque Natural de Sintra-Cascais, possuindo diversos pontos de interesse naturais. É uma praia de tipo 3, equipada e de uso condicionado, considerada de mar perigoso.[2] Apresenta uma frente de praia de 300 m e de largura reduzida, normalmente submersa pela preia-mar e rica em iodo.[3] Ladeada por grandes arribas, o seu acesso viário é feito através da Estrada de Santa Marta, ao longo da qual existem lugares de estacionamento. O acesso ao areal pode ser feito por uma escadaria a nascente da praia ou, em alternativa, pelo passadiço rampeado de madeira que garante a acessibilidade de pessoas de mobilidade condicionada e que acompanha o vale da Ribeira da Mata.[4]

Todos os anos, na Sexta-Feira Santa, a praia enche-se de dezenas de pessoas que se dedicam à apanha do mexilhão.[5]

Geologia[editar | editar código-fonte]

A chamada duna consolidada é um dos elementos geológicos mais interessantes da praia. Trata-se de uma duna costeira formada pela acumulação de areia gerada pela acção conjugada do mar e do vento.

Esta duna fóssil corresponde a um estádio do processo de evolução da areia solta para a rocha arenito, processo que dura milhões de anos. A duna consolidada do Magoito foi formada há cerca de 10 mil anos. Retalhos de uma duna semelhante à do Magoito surgem encastoadas na arriba, na Aguda (praia imediatamente a sul do Magoito) e mais a norte na Assafora.

As arribas que se desenvolvem para sul do Magoito mostram uma sucessão de camadas quase horizontais de calcários argilosos cinzentos e margas, rochas sedimentares formadas há muitos milhões de anos, quando o nível do mar se encontrava muito acima do actual.

Na duna consolidada do Magoito podem observar-se laminações oblíquas, que permitem determinar qual a direcção em que sopravam os ventos aquando da formação da duna.

Referências

  1. «Câmara de Sintra aprova Plano de Pormenor da Praia do Pedregal no Magoito». Câmara Municipal de Sintra. 27 de maio de 2015 
  2. «Praia do Magoito». lifecooler.com. Consultado em 29 de setembro de 2017. 
  3. «Praia do Magoito em pleno parque natural de Sintra». Praia Portugal 
  4. «Perfil de Água Balnear do Magoito» (PDF). Agência Portuguesa do Ambiente. 2017 
  5. «Fotogaleria. O mexilhão "santo" das praias de Sintra» 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]