Protetorado das Ilhas do Pacífico das Nações Unidas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Protetorado das Ilhas do Pacífico das Nações Unidas

Protetorado das Nações Unidas

Flag of Japan (1870-1999).svg
1947 – 1994 Flag of the Marshall Islands.svg
 
Flag of the Federated States of Micronesia.svg
 
Flag of the Northern Mariana Islands.svg
 
Flag of Palau.svg
Flag Brasão
Bandeira Brasão
Localização de Protetorado das Ilhas do Pacífico das Nações Unidas
Continente Oceania
Capital Saipan
Língua oficial Inglês, línguas micronésias, marshallês, chamorro, palauense
Governo Protetorado
Chefe de Estado
 • 1947–1953 (primeiro) Harry S. Truman
 • 1993–1994 (último) Bill Clinton
Alto Comissário
 • 1947–1948 (primeiro) Louis E. Denfeld
 • 1981–1987 (último) Janet J. McCoy
Período histórico Guerra Fria
 • 18 de julho de 1947 Protetorado
 • 1 de outubro de 1994 Tratado de Livre Associação
Área
 • 1980 1 779 km2
População
 • 1980 est. 132 929 
     Dens. pop. 74,7 hab./km²
Moeda Dólar dos Estados Unidos

Depois da derrota do Japão na Segunda Guerra Mundial, as Ilhas Carolinas e Marianas, na Micronésia, que tinham sido ocupadas por aquele país, passaram a ser administradas pelos Estados Unidos, como Protetorado das Nações Unidas (Trust Territory), oficialmente desde 18 de Julho de 1947 até 3 de Novembro de 1986, quando foi assinado um Tratado de Livre Associação entre os Estados Unidos e três países com independência nominal:

As Ilhas Marianas tornaram-se em 1978 dois territórios sob administração directa dos EUA:

As Nações Unidas só terminaram formalmente o estatuto de protetorado a 22 de Dezembro de 1990.

História[editar | editar código-fonte]

A Espanha reivindicou inicialmente as ilhas que mais tarde compreendiam o território do Território de Confiança das Ilhas do Pacífico.[1] Posteriormente, a Alemanha estabeleceu reivindicações concorrentes sobre as ilhas.[1] As reivindicações foram eventualmente resolvidas a favor da Alemanha quando a Espanha, após a sua perda de várias possessões para os Estados Unidos durante a Guerra Hispano-Americana, cedeu suas reivindicações sobre as ilhas para a Alemanha em 1899, de acordo com o Tratado Germano-Espanhol (1899).[1] A Alemanha, por sua vez, manteve a posse até as ilhas serem capturadas pelo Japão durante a Primeira Guerra Mundial.[1] A Liga das Nações colocou formalmente as ilhas no antigo Mandato do Pacífico Sul, um mandato que autorizava a administração japonesa das ilhas.[1] As ilhas então permaneceu sob controle japonês até serem capturadas pelos Estados Unidos em 1944 durante a Segunda Guerra Mundial.[1]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]