Quaternaglia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2011).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Quaternaglia (QGQ) é um quarteto de violões fundado em 1992 na cidade de São Paulo, Brasil.[1]

Durante os últimos vinte e cinco anos, o Quaternaglia tem apresentado e registrado obras originais com a colaboração de vários compositores, tais como Egberto Gismonti, Leo Brouwer, Sérgio Molina, Almeida Prado, Paulo Bellinati e Marco Pereira.

O grupo é formado atualmente por Sidney Molina, Thiago Abdalla, Fabio Ramazzina e Chrystian Dozza.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1992, Sidney Molina, Daniel Clementi, Eduardo Fleury e Breno Chaves começaram a experimentar o repertório existente e a elaborar transcrições para quarteto de violões, e grande parte de seu trabalho inicial foi dedicado a descobrir o som adequado para a formação.[2]

O fruto desse trabalho árduo de pesquisa começou a ser apresentado em salas de concerto na cidade de São Paulo. O quarteto de violões Quaternaglia começou a ganhar reconhecimento em 1993, quando foi patrocinado pelo Banco do Estado de São Paulo (Banespa) para tocar em várias cidades do interior do estado.[3]

Em 1994, Daniel Clementi foi substiuído por Fabio Ramazzina e com ele, o grupo gravou o seu primeiro CD em 1995. Quaternaglia (JHO) inclui a primeira gravação das Bachianas Brasileiras no.1 de Villa-Lobos, com transcrição de Sérgio Abreu e a obra completa para quarteto de violões do compositor cubano Leo Brouwer.[4]

Em 1996, Quaternaglia fez sua estréia no exterior no 1st Festival Internacional de Violão Abel Carlevaro em Montevidéu,[5] Uruguai, e em 1998, o grupo alcançou projeção internacional quando recebeu o Ensemble Prize no Concurso y Festival Internacional de Guitarra de La Habana, Cuba.[6] Quaternaglia tem realizado várias turnês pelo Estados Unidos (1997,[7] 1999,[8] 2002,[9] 2003,[10] 2005,[11] 2007,[12] 2008,[13] 2009,[14] 2010, 2013, 2015) atuando em várias séries importantes de violão e música de câmara tais como Guitarists of the World, Allegro Guitar Séries, Chamber Music Sedona, Friends of Music, e o Round Top Festival. Também tem se apresentado na Europa, Austrália e América Latina.

O segundo CD, Antique (Comep),[15] contendo transcrições de peças barrocas e renascentistas foi finalista do Prêmio Sharp de Música na categoria de melhor CD de música clássica. Em 1997, o grupo recebeu o Prêmio Carlos Gomes da Secretaria de Cultura de São Paulo como "melhor grupo de câmara do ano".[16]

Em 1999, Breno Chaves foi substituído por Paulo Porto Alegre, e um ano mais tarde o quarteto lançou o seu terceiro CD, totalmente dedicado à música brasileira. Forrobodó (Carmo/ECM),[17] produzido por Egberto Gismonti, marcou o começo do contato direto do Quaternaglia com vários compositores contemporâneos brasileiros e muitas das obras dedicadas ao grupo passaram a fazer parte do repertório internacional, como A Furiosa de Paulo Bellinati e Forrobodó de Egberto Gismonti.

Em 2002, o Quaternaglia foi o solista convidado da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) para apresentar o Concerto Andaluz do compositor espanhol Joaquim Rodrigo no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, como parte da celebração do centenário de nascimento do compositor.[18] Também em 2002, Fernando Lima e João Luiz substituíram Paulo Porto Alegre e Eduardo Fleury. Com esta formação, o quarteto excursionou pelos Estados Unidos várias vezes e fez a estréia mundial de O Percursso das Almas Cansadas [19] e Quinteto para um Outro Tempo,[20] de Sergio Molina, comissionadas pelo International Guitar Festival at Round Top (TX, USA).

O CD Presença (Paulus) lançado em 2004, inclui a primeira gravação mundial do Quarteto n.1 de Radamés Gnatalli, além de peças dedicadas ao Quaternaglia pelos compositores brasileiros Rodrigo Vitta, Paulo Tiné, Douglas Lora e Sergio Molina.[21] Dois anos mais tarde, o QGQ lançou o seu primeiro DVD gravado ao vivo no Auditório do Itaú Cultural, em São Paulo.

A violonista Paola Picherzky participou do grupo no período 2007-2010, e desde 2009 o quarteto conta com a presença de Chrystian Dozza. Em 2007 o grupo estreou no Brasil o Quinteto para um Outro Tempo de Sérgio Molina, ao lado do pianista norte-americano James Dick. No ano seguinte, o Quaternaglia foi o solista convidado da Orquestra de Câmara da USP (OCAM) para estrear no Brasil Gismontiana, concerto para 4 violões e orquestra de Leo Brouwer regido pelo próprio compositor cubano em sua primeira visita ao Brasil.[22]

Thiago Abdalla juntou-se ao quarteto em 2010 ao lado de Chrystian Dozza, Fabio Ramazzina e Sidney Molina. O CD Estampas, produzido por Sérgio Abreu e gravado nos Estados Unidos, foi lançado em 2010, e Jequibau, finalista do prêmio da Música Brasileira, surgiu em 2012. Em 2013 o Quaternaglia registrou o Concerto Italico, de Leo Brouwer, ao vivo com a Orquestra de Câmara de Havana sob a regência do próprio compositor. Os dois concertos de Leo Brouwer para quatro violões e orquestra foram também apresentados no Rio de Janeiro, Belém, Aracaju e na Sala São Paulo com a Sinfônica Heliópolis dirigida por Isaac Karabtchevsky.

Em 2015 gravaram o CD Xangô [23] com obras de Heitor Villa-Lobos, Almeida Prado, Ronaldo Miranda, João Luiz, Sergio Molina, Christian Dozza e Paulo Bellinati.

Membros[editar | editar código-fonte]

  • 1992-1993 – Sidney Molina, Daniel Clementi, Eduardo Fleury, Breno Chaves
  • 1993-1999 – Sidney Molina, Fabio Ramazzina, Eduardo Fleury, Breno Chaves
  • 1999-2002 – Sidney Molina, Fabio Ramazzina, Eduardo Fleury, Paulo Porto Alegre
  • 2002-2007 – Sidney Molina, Fabio Ramazzina, João Luiz, Fernando Lima
  • 2007-2010 – Sidney Molina, Paola Picherzky, Fabio Ramazzina, João Luiz (Chrystian Dozza a partir de 2009)
  • 2010 até a presente data – Sidney Molina, Thiago Abdalla, Fabio Ramazzina, Chrystian Dozza

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Xangô (Tratore, 2015)
  • Jequibau (Tratore, 2012)
  • Estampas (Miramontes/Tratore, 2010)[24]
  • Presença (Paulus Music, 2004)[25]
  • Forrobodó (Carmo/ECM, 2000)[17]
  • Antique (Paulinas Comep, 1996)[26]
  • Quaternaglia (JHO, 1995)[27]
Participações
  • Mitología de la Aguas: ao vivo no Teatro Nacional de Havana com a Orquestra de Câmara de Havana dirigida por Leo Brouwer (2013)
  • Movimento Violão - ao vivo (2011)
  • Guitare Du XXIème Siècle: Eric Pénicaud (Quantum, 2010)[28]
  • 10 Anos de Violão Intercâmbio (GTR, 2004)[29]
  • Rumos Musicais - ao vivo - (Itaú Cultural, 1999)[30]
  • Universo Sonoro: Lina Pires de Campos (Régia Música, 1998)[31]
DVD
  • Quaternaglia - ao vivo - (Itaú Cultural/Eldorado, 2006)

Referências

  1. Henken, John. "Creating Canon Fire - Guitar Quartet Quaternaglia attracted by opportunity to add experience and spice to a young genre." Los Angeles Times Fevereiro 3,1999. Los Angeles Times.16 Julho 2009 <http://articles.latimes.com/1999/feb/03/entertainment/ca-4227>.
  2. Carrilho, Fábio e Gilson Antunes. "Quatro Violões e Uma História." Violão Pro Fevereiro 2008: 20-25
  3. Poster promocional da turnê do Quaternaglia patrocinada pelo Banespa (1993) - Projeto Violões no Interior
  4. Quaternaglia Guitar Quartet. Quaternaglia. (CD) São Paulo: JHO, 1995.
  5. Programa de Concerto do "1st Festival Internacional de Guitarra Ciudad de Montevideo" – Setembro 14, 1996
  6. Programa do Concurso do "9no. Concurso y Festival Internacional de Guitarra de La Habana 1998" (Cuba) – Maio 7- Maio 17
  7. Programa de Concerto do "Quaternaglia" no Brazilian-American Cultural Institute (Washington, DC) – Março 24, 1997
  8. Programa da Temporada de Concertos da Fort Worth Classic Guitar Society (TX)1998-1999 – Quinta-feira, Janeiro 28, 1999 (20:00h)
  9. Programa da Temporada de Concertos da Guitar Houston (TX) 2001-2002 - Sexta-feira, Janeiro 18, 2002 (20:00h)
  10. Programa de Concerto do Quaternaglia no International Festival-Institute at Round Top (TX) 2002-2003– Sábado, Janeiro 18, 2003 (15:00h)
  11. Programa de Concerto do Brookhaven College School of the Arts (Dallas, TX)– Sexta-feira, Fevereiro 18, 2005
  12. Programa de Concerto do Chicago Cultural Center – Domingo, Fevereiro 25, 2007 (15h)
  13. Programa da Temporada de Concertos da Allegro Guitar Society of Dallas and the Latino Cultural Center 2007-2008 – Fevereiro 15 e 16, 2008 (19:30h)
  14. Programa de Concerto do Friends of Chamber Music (Bryan, TX)– Quinta-feira, Fevereiro 12, 2009
  15. Quaternaglia . Antique (CD). São Paulo: Comep, 1996.
  16. «Quarteto de violões Quaternaglia no Sesc Instrumental [samba & choro]». samba-choro.com.br. Consultado em 17 de novembro de 2011 
  17. a b Quaternaglia. Forrobodó (CD). São Paulo: Carmo/ECM, 2000.
  18. Programa de Concerto do Teatro Municipal do Rio de Janeiro –Orquestra Sinfônica Brasileira e Quaternaglia- Abril 30,2002 (20:30 h)
  19. Programa de Concerto da temporada 2004-2005 do International Festival-Institute at Round Top (TX) – Sábado, Fevereiro 12, 2005 (Quaternaglia interpretou O Percursso das Almas Cansadas com Orquestra de Cordas do Festival)
  20. Programa de Concerto do 3rd International Guitar Festival at Round Top – Sábado, Fevereiro 10, 2007 (16:00h) – Quaternaglia interepretou Quinteto para um Outro Tempo com o pianista americano James Dick
  21. Quaternaglia. Presença (CD). São Paulo: Paulus Music , 2004
  22. Programa de Concerto do Festival Leo Brouwer – Dezembror 11 e 14, 2008 (SESC Pinheiros and MASP) – Quaternaglia interpretou Gismontiana regida por Leo Brouwer com OCAM
  23. Camila Frésca (7 de julho de 2015). «"Xangô" é mais um excelente trabalho do Quaternaglia». Concerto. Consultado em 14 de outubro de 2015 
  24. Quaternaglia. Estampas (CD). São Paulo: Miramontes/Tratore , 2010
  25. Quaternaglia. Presença (CD). São Paulo: Paulus Music , 2004.
  26. Quaternaglia. Antique (CD). São Paulo: Comep, 1996.
  27. Quaternaglia. Quaternaglia. (CD) São Paulo: JHO, 1995
  28. Guitare Du XXI ème Siècle (CD). Eric Pénicaud.France: Quantum,2010
  29. 10 Anos de Violão Intercâmbio (CD). São Paulo: GTR, 2004.
  30. Rumos Musicais (CD). São Paulo: Itaú Cultural, 1999
  31. Universos Sonoro - Lina Pires de Campos(CD). São Paulo: Régia Música, 1998.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]