Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de ROTAM)
Ir para: navegação, pesquisa

A Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas conhecida como ROTAM[1] são unidades operacionais das polícias militares, que atuam em vários estados brasileiros, principalmente no estado de Goiás, foi criada por volta do ano de 1981.[2]

A ROTAM foi feita pensada em resultados da ROTA (Ronda Ostensiva Tobias Aguiar) do estado de São Paulo, para fazer abordagens mais rápidas e para casos mais graves de segurança, como roubo de bancos e veículos, criada no ano de 1981 porque os números de roubos de bancos estavam aumentando, e com isto que foi criada um novo batalhão da polícia militar para fazer a força tática e abordagens com viaturas.[3]

Estados atuantes[editar | editar código-fonte]

Minas Gerais[editar | editar código-fonte]

É uma força especial pronta para atuar em qualquer parte de Minas Gerais mediante acionamento do Comando-Geral da PMMG ou do Comando de Policiamento Especializado (CPE). De ágil deslocamento, esta força atua diuturnamente recobrindo as unidades de área (Batalhões) e atuando principalmente no combate à criminalidade violenta e ao tráfico de drogas.[4] Como o seu deslocamento de grande agilidade, atua também na missão de controlar distúrbios civis, retomada de pontos críticos, locais de homizio de criminosos de alta periculosidade e na restauração da ordem pública quando as unidades de área já não detém o controle da situação.

A unidade foi criada dia 1º de fevereiro de 1979 apos a extinção do antigo Batalhão de Rádio-patrulha (BRp).

O Batalhão hoje é o Batalhão ROTAM, fruto do desmembramento do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), no ano de 1997. A frota de viaturas é dotada de veículos de quatro rodas, geralmente Caminhonetes Pajero DAKAR, a tão conhecida Chevrolet Blazer e de duas rodas, sendo motos modelo Yamaha XT660. As viaturas de quatro rodas são adaptadas para o tipo de patrulhamento ROTAM. A missão da ROTAM em Minas Gerais é ímpar e contribui para a paz em todo o Estado, sendo o lema principal da tropa: "AQUI NÃO SE CULTUAM OS FRACOS".

Goiás[editar | editar código-fonte]

No estado de Goiás, a ROTAM é muito conhecida por diversos fatores, como sua atuação rápida e intensiva em casos graves, porém em alguns anos ela chegou a ser denunciada por diversos casos de irregularidades e atuações indevidas.[5]

A ROTAM no estado de Goiás foi oficializada por volta de 2002 e foi impedida de patrulhar após intimidações a jornalistas e permitida sua volta logo após policiais serem rendidos por uma quadrilha de ladrões de automóveis. Em alguns relatos, foi porque os criminosos não tinha medo da PM em si, e apenas da ROTAM.[6]

Tocantins[editar | editar código-fonte]

No estado de Tocantins, a ROTAM é uma co-irmã da ROTAM goiana, e teve sua primeira turma formada em 9 de janeiro de 2009, com 43 policias militares. Hoje, depois de 7 anos de ROTAM, podemos dizer que é o Grupo Tático ostensivo mais respeitado em solo Tocantinense, mas há Força Tática, GOC, COE e GIRO; grupos imponentes que defendem a sociedade também.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.