Taurus PT92

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde fevereiro de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Taurus PT92
TaurusPT92.jpg
Taurus PT92
Tipo Pistola
Local de origem  Brasil
História operacional
Em serviço 1983 - presente
Utilizadores  Brasil
 Estados Unidos
Histórico de produção
Fabricante Forjas Taurus
Variantes PT 100: Versão no calibe .40S&W
Especificações ([1])
Peso 960g
Comprimento 217mm
Comprimento 
do cano
125mm (5 pol)
Cartucho Carregador de 17+1 ou carregador prolongado de 19+1
Calibre 9×19mm Parabellum
Ação Simples e dupla
Alcance efetivo 50m
Alcance máximo 100m
Mira Massa e alça metálicas e fixas, com sistema de 3 pontos


A Taurus PT92 é uma arma de ação dupla e simples em 9mm, com carregador bifilar, semi-automatica fabricada pela Taurus na antiga fabrica da Beretta em São Paulo, Brasil.

História e criação[editar | editar código-fonte]

Em 1974, um grande contrato com a Beretta 92 foi emitido pelo exército Brasileiro, para a Beretta montar uma fábrica em São Paulo. Esta fábrica foi mais tarde vendida para a Taurus (Forjas Taurus S/A) em 1980, depois que o contrato havia expirado. Pouco depois, a Taurus começou a usar as máquinas originais da Beretta para fazer as sua própria pistolas, que eram uma cópia do projeto original da Beretta 92, que não estava sendo produzido naquele ponto. Isso foi feito sem a necessidade de uma licença e eles também não têm que pagar royalties, porque as patentes já haviam expirado.

Design[editar | editar código-fonte]

Como a Beretta, a Taurus PT92 utiliza a design do ferrolho aberto, onde a parte superior do ferrolho é cortada para expor o cano. A original PT92 foi exatamente como a original Beretta 92, entretanto foi alterado guarda mato para um formato quadrado para acomodar o dedo indicador da mão oposta durante o disparo, um recurso que posteriormente foi introduzida na Beretta 92 com o modelo 92SB-F (92F) em 1985. A Taurus PT92 é mais barata que a Beretta 92 na maioria dos casos.

A Taurus PT92 passou por muitas revisões no projeto, uma vez que foi originalmente produzida no começo da década de 1980. Originalmente, modelos iniciais da PT92 (feita entre 1982 e 1983), foram quase uma cópia exata da Beretta 92 original, sem a trava de segurança ambidestra, guarda mato circular, retem do carregador acima do punho e cabo de plástico brilhante. No entanto, este projeto foi rapidamente substituído pela localização atual do retem. No entanto, os carregadores da Taurus PT92 muitas vezes têm os dois encaixes. As PT92 e PT99 inicias não apresentavam a terceira posição com função de decocker, que agora é padrão, esse recurso foi adicionado para a segunda geração de modelos no início da década de 1990, que incluiu também a mira de três pontos encontrada na Beretta 92F. Uma terceira geração no final da década de 90 mudou a aderência e design do ferrolho (que passou a ter um serrilhado maior que as PT92 fabricadas antes de 1997).

Mais recentemente (a partir de 2005), a Taurus começou a fabricar o PT92 com um guarda mato mais grosso e trilho de acessórios embutidos sobre a carcaça, uma característica encontrada na mais recente Beretta M9A1, um modelo militar de atualização da Beretta 92 a partir do qual a PT92 é derivada. Enquanto carregadores de 15munições eram o padrão para a PT92 por muitos anos, a Taurus agora fabrica carregadores de 17 munições para a arma, a fim de dar poder de fogo comparável a Glock 17, também é possível encontrar no mercado carregadores de até 30 muniçẽs. Apesar das várias mudanças de design, a Taurus PT92 ainda mantém muitos dos elementos do design original da Beretta 92, tais como a forma do gatilho e a localização da trava de segurança. Outras versões da PT92 incluem o PT99, que tem uma alça de mira ajustável a visão e a massa de mira mais alta, a versão compacta PT92C, e a PT100 e PT101, que usam .40 S&W e são modificações da PT92 e PT99, respectivamente.

Variantes[editar | editar código-fonte]

7.65 mm (.32 auto)[editar | editar código-fonte]

  • PT57

.380 ACP[editar | editar código-fonte]

  • PT58

9mm Parabellum[editar | editar código-fonte]

  • PT92, acabamento azulado, cabo de madeira ou plástico preto, mira de três pontos fixa, carregadores de 10, 15 ou 17 munições.
  • PT92AF, armação de liga leve, cano de 4,75 polegadas, cabo de madeira ou de plástico preto, mira de três pontos fixa, carregadores de 10, 15 ou 17 munições.(A= trava de segurança ambidestra; F= pino de bloqueio de disparo)
  • PT92AFS, armação de liga leve, ferrolho de aço inoxidável polido, decocker, trilho para montar acessórios, cano de 4,75 polegadas, cabo de madeira, mira de três pontos fixa. carregador de 17munições.(A= trava de segurança ambidestra; F= pino de bloqueio de disparo; S= versão inoxidável)
  • PT92SS, acabamento em aço inoxidável, cabo de borracha preta com marcas xadrez, mira de três pontos fixa, carregadores de 10, 15 ou 17 munições.
  • PT92C, modelo compacto de 4 polegadas, cabo de madeira ou de plástico preto, mira de três pontos fixa, carregadores de 12 munições.
  • PT99, acabamento azulado ou níquel acetinado, cabo de madeira ou de plástico preto, mira de três pontos ajustavel, carregador compatível com a PT92.
  • PT99AF, acabamento azulado ou níquel acetinado, cabo de madeira ou de plástico preto, armação de liga leve, cano de 4,75 polegadas, alça de mira ajustável, carregador compatível com a PT92.
  • PT917C, versão compacta com cano de 4 polegadas, acabamento azulado, armação de alumínio, mira de três pontos fixa, carregadores de 17 ou 19 munições. O carregador de 19 estende o cabo em 1 polegada. Ela é compatível com o carregador da PT92 . Vendida com ambos, um carregador de 17 e 19 munições de fábrica.
  • PT917CS, versão compacta com cano de 4 polegadas, acabamento em aço inoxidável, armação de liga leve, mira de três pontos fixa, carregadores de 17 ou 19 munições. O carregador de 19 estende o cabo em 1 polegada. Ela é compatível com o carregador da PT92 . Vendida com ambos, um carregador de 17 e 19 munições de fábrica.

.40 Smith & Wesson[editar | editar código-fonte]

  • PT100, .40 S&W versão com 3 pontos fixos locais. 10 e 11-rodada de fábrica revistas disponíveis.
  • PT101, .40 S&W versão, com uma traseira ajustável de vista, compatível com PT100 revistas.

Os utilizadores[editar | editar código-fonte]

  • : PT92, standard sidearm of the Brazilian Army, Military Police and National Public Security Force. It is designated as M975 pistol in military service troops.
  • : Mishteret Y’Israel, Israeli Civilian Police of Jerusalem District were issued the Taurus PT92C [2]
  • : PT92 and PT917, in some detachments can be used a standard sidearm of "Policía de la Provincia de Buenos Aires" since 2009.
  • : Gradually withdrawn from service being replaced by Glock Models as the standard side arm of the Army and Police
  • : PT92AFD and PT92AFD-M, standard sidearm of the Peruvian Army, Special Forces.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]