Ransomware

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ransomware é um tipo de malware que restringe o acesso ao sistema infectado e cobra um valor de "resgate" para que o acesso possa ser reestabelecido.[1][2] Ransomware, em 2016, continua a ser e crescendo como uma grande ameaça[3]. De acordo com um relatório da Cisco, ele domina o mercado de malware e é o tipo de malware mais rentável da história.[4].

Um exemplo deste tipo de malware é o Arhiveus-A, que compacta arquivos no computador da vítima em um pacote criptografado. Depois, informa que os arquivos somente poderão ser recuperados com o uso de uma senha de 30 dígitos que a vítima receberá após efetuar sua compra em um site do atacante. Trata-se de um golpe ou de fato uma ação extorsiva, pois os crackers podem fornecer, ou não, o código HASH para decriptar os arquivos após o pagamento de "resgate".

Os Ransomwares não permitem acesso externo ao computador infectado como os trojans, a maioria é criada com o propósito comerciais, geralmente são detectados pelos antivírus com uma certa facilidade pois costumam gerar arquivos criptografados grandes, embora alguns possuam opções que escolhem inteligentemente quais pastas criptografar, ou então, permitem que o atacante escolha quais as pastas de interesse.

Crypto-ransomware[editar | editar código-fonte]

A criptografia é um elemento-chave do cripto-ransomware, uma vez que todo o seu plano de negócios depende do uso bem-sucedido da criptografia para bloquear os arquivos ou sistemas de arquivos das vítimas sem planos de recuperação, como backups de dados. Isso não significa que a criptografia é intrinsecamente maligna. Na verdade, é uma ferramenta poderosa e legítima empregada por indivíduos, empresas e governos para proteger os dados de acesso não autorizado, como o sistema de Ukash. Assim como qualquer outra ferramenta poderosa criptografia pode ser mal utilizada, que é exatamente o que crypto-ransomware faz.[5]

Notas e Referências

  1. Karas, Eduardo. «Ransomware: conheça o invasor que sequestra o computador». tecmundo.com.br. Consultado em 2 de abril de 2015 
  2. «Ransomware». trendmicro.com (em inglês). Consultado em 2 de abril de 2015 
  3. The Rise of Android: Ransomware por Robert Lipovský, Lukáš Štefanko e Gabriel Braniša, (2016)
  4. Cisco 2016 Midyear Cybersecurity Report publicado pela Cisco (2016)
  5. How encryption molded crypto-ransomware por Cassius Puodzius, publicado por "Welivesecurity" (2016)
Ícone de esboço Este artigo sobre Internet é um esboço relacionado ao Projeto Internet. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.