Raquel Trindade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Raquel Trindade
Raquel Solano Trindade durante encontro de saraus no Festival Latinidades 2014
Nascimento 10 de agosto de 1936
Recife
Morte 15 de abril de 2018 (81 anos)
Embu das Artes
Cidadania Brasil
Progenitores Pai:Solano Trindade
Ocupação escritora
Prêmios Ordem do Mérito Cultural

Raquel Trindade de Souza, a Kambinda (Recife, 10 de agosto de 1936 - Embu das Artes, 15 de abril de 2018) foi uma escritora, artista plástica, coreógrafa, carnavalesca, e folclorista brasileira[1].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filha do poeta Solano Trindade e da coreógrafa e terapeuta ocupacional Maria Margarida Trindade, mudou-se com a família para Duque de Caxias na década de 1940[2][3].

Nos anos 60, foi morar em Embu das Artes, onde em 1975 fundou o Teatro Popular Solano Trindade (TPST). Também em Embu, fundou a Nação Kambinda de Maracatu.

Como pintora, realizou sua primeira exposição individual em 1966. No mesmo ano, teve uma obra adquirida por Pietro Maria Bardi e fundou, ao lado dos escultores Ranulfo Lira e Chico Rosa, o movimento de Artes da Praça da República, em São Paulo.

Continuou expondo nos anos seguintes. Ao mesmo tempo, participou de diversos eventos e debates sobre a cultura negra, que levaram ao convite para criar um curso de extensão sobre folclore, teatro negro e sincretismo religioso na Unicamp, em 1985. A iniciativa da universidade enfrentou resistência por parte de muitos professores, já que Raquel Trindade não tinha formação superior. Ainda na Unicamp, criou o grupo Urucungos, Puítas e Quinjengues, nome tirado de instrumentos musicais bantos.

Casou-se oito vezes e teve três filhos. É avó do rapper Zinho Trindade[4].

Em 2012, foi condecorada com a Ordem do Mérito Cultural, no grau de Comendadora[5].

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Embu: de Aldeia de M'Boy a Terra das Artes - Noovha América Editora, 2011[6]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Raquel Trindade, embaixadora do Negro no Brasil[ligação inativa]. Embu Digital, 9 de abril de 2009
  2. Raquel Trindade Arquivado em 25 de agosto de 2011, no Wayback Machine. - Mulher 500 anos
  3. Raquel Trindade participa do encontro de Mulheres da UFPB Arquivado em 4 de março de 2016, no Wayback Machine.. Agência UFPB, 9 de março de 2009
  4. Raquel Trindade Souza - Artistas de Embu
  5. Ministério da Cultura. «Ordem do Mérito Cultural 2012». Consultado em 18 de dezembro de 2012. Arquivado do Ordem do Mérito Cultural original Verifique valor |url= (ajuda) em 18 de janeiro de 2013 
  6. Raquel Trindade lança livro[ligação inativa] - Prefeitura de Embu das Artes, 13 de abril de 2011
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.