Rebater pelo ciclo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Curry Foley foi o primeiro jogador da história da Major League Baseball a rebater pelo ciclo.

No beisebol, rebater pelo ciclo significa que um jogador rebateu uma simples, uma dupla, uma tripla e um home run no mesmo jogo[1] Conseguir as rebatidas nesta ordem é conhecido como "ciclo natural", o que ocorreu 14 vezes na Major League Baseball (MLB).[2] Na ordem inversa é chamado de "ciclo reverso" e 6 jogadores conseguiram a façanha. O ciclo, por si só, é raro na MLB, ocorrendo 309 vezes desde que Curry Foley conseguiu o primeiro ciclo em 1882.[3] Em termos de frequência, o ciclo é tão comum como o no-hitter (295 ocorrências na história da Major League (até outubro de 2016));[4][5] Tem sido chamado como "uma das mais raras"[6] e "mais difíceis proezas"[7] no beisebol. Baseado nos níveis ofensivos de 2009, a probabilidade de um jogador médio da MLB rebater pelo ciclo contra um time também médio é aproximadamente 0,00590%; isto corresponde a 2,5 ciclos em um temporada com 162 jogos e 30 times.[8]

Em outras ligas de beisebol. o ciclo é alcançado menos frequentemente. Até 4 de Setembro de 2008, 63 jogadores da Nippon Professional Baseball (NPB), a mais alta liga japonesa, rebateram pelo ciclo,[9][10] o mais recente sendo Rainel Rosario.[11] Dois jogadores rebateram pelo ciclo no mesmo dia na história da NPB; isto aconteceu por duas vezes da história da MLB. Um jogador da NPB também rebateu pelo ciclo em jogo da NPB All-Star game. Nenhum jogador jamais rebateu pelo ciclo em um Jogo das Estrelas da Major League Baseball ou na pós-temporada.[12]

Só existe um time na MLB que, até agora, não teve um jogador rebatendo pelo ciclo — o Miami Marlins.

Componentes[editar | editar código-fonte]

Michihiro Ogasawara é o mais recente jogador na história da Nippon Professional Baseball a rebater pelo ciclo.

Simples[editar | editar código-fonte]

Nos termos da Major League Baseball (MLB), regra 6.09(a), "o rebatedor se torna homem em base quando ele rebate uma bola válida".[13] A rebatida simples é o tipo mais comum de rebatida no beisebol: por exemplo, houve 25.838 rebatidas simples durante a temporada de 1988 da MLB, comparada a 6.386 rebatidas duplas ou 3.180 home runs.[14] O líder da MLB em rebatidas simples é Pete Rose, que é também o líder de todos os tempos.[15] O líder em rebatidas simples em uma temporada é Ichiro Suzuki, que quebrou o recorde de Willie Keeler - que perdurava 106 anos - em 2004 com 225, 19 a mais que o recorde anterior.[16] Nenhum dos cinco maiores jogadores em simples (Rose, Ty Cobb, Eddie Collins, Cap Anson e Keeler) na história da MLB rebateram pelo ciclo;[3] dos cinco, apenas Rose tinha mais que 150 home runs,[17] e dois (Collins e Keeler) tinham menos que 50,[18][19] diminuindo a probabilidade de eles completarem o ciclo.

Dupla[editar | editar código-fonte]

Uma rebatida dupla é uma rebatida válida quando o rebatedor atinge a segunda base sem ser eliminado. Este cenário sempre ocorre quando a bola é rebatida entre os espaços dos defensores externos, ou próximo as linhas laterais em ambos lados do campo[20] Tris Speaker é líder em todos os tempos em duplas na história da MLB, com 792,[21] uma das quais foi parte de um ciclo; Speaker conseguiu o feito jogando pelo Boston Red Sox em 9 de Junho de 1912, contra o St. Louis Browns.[3] Dois dos outros cinco maiores jogadores em duplas também rebateram pelo ciclo: Stan Musial (725 duplas; terceiro em todos os tempos) completou em ciclo em 24 de Julho de 1949; e Craig Biggio (668; quinto em todos os tempos) completou a proeza em 8 de Abril de 2002.[3] O líder em rebatidas duplas durante uma temporada na MLB é Earl Webb, o defensor externo, canhoto, rebateu 67 em 1931.[22]

Tripla[editar | editar código-fonte]

A rebatida tripla, em que um rebatedor atinge a terceira base sem ser eliminado e sem o benefício de um erro de campo, é sempre chamada "a parte mais difícil do ciclo" de se completar.[23] Rebater uma tripla, muitas vezes, é similar a rebatida dupla, mas requer uma velocidade impressionante por parte do corredor.[24] Por este motivo, é raro ver um jogador com baixa capacidade de corrida completar o ciclo, mas já aconteceu: o receptor Bengie Molina rebateu pelo ciclo em 16 de Julho de 2010; Molina se descrevia como "o cara mais lento do beisebol" no começo daquela temporada.[25] O líder em triplas em todos os tempos da MLB é Sam Crawford, com 309 em sua carreira;[26] entretanto, nenhuma destas rebatidas triplas foi parte de um ciclo. Dos cinco maiores jogadores da MLB em triplas, dois deles—Honus Wagner e Roger Connor—rebateram pelo ciclo: Connor em 1890 e Wagner em 1912.[3] O recordista em triplas em uma temporada, Chief Wilson, rebateu pelo ciclo em 1910,[3] dois anos antes de seu recorde de triplas em uma temporada, onde ele rebateu 36 vezes.[27]

Home run[editar | editar código-fonte]

Um home run é uma rebatida em que um jogador alcança o home plate, e anota uma corrida na mesma jogada sem ser eliminado. Quase sempre no beisebol moderno ocorre quando um jogador rebate a bola por sobre o muro em território válido. Entretanto, pode ocorrer quando a bola é rebatida dentro de campo, e o corredor, que tenha muita velocidade, consegue percorrer todas as bases e retornar ao home plate; esta jogada é chamada de inside-the-park home run.[24] Rebatedores de home runs são quase sempre grandes, mais lentos devido à sua força e podem não ser suficientemente rápidos para completar a rebatida tripla.[24] O líder em home runs na MLB em todos os tempos e também em apenas uma temporada é Barry Bonds, que rebateu 73 home runs na temporada de 2001 e anotou 762 home runs em sua carreira de 22 temporadas.[28][29] Bonds nunca rebateu pelo ciclo, assim como o segundo e terceiro colocados (Hank Aaron e Babe Ruth) entre os maiores rebatedores de home runs na história da MLB;[30] o quarto maior rebatedor da história é Alex Rodriguez (696 home runs até o final da temporada 2016,[31] e rebateu pelo ciclo em 5 de Junho de 1997.[3]

Realizações[editar | editar código-fonte]

Bobby Veach (esquerda) e George Burns (direita) rebateram pelo ciclo no mesmo dia em 17 de Setembro de 1920.

Major League Baseball[editar | editar código-fonte]

Múltiplos ciclos na MLB[editar | editar código-fonte]

O maior número de ciclos por um jogador na Major League Baseball é três, feito conseguido por três jogadores. John Reilly foi o primeiro a rebater pelo ciclo por três vezes, quando completou o ciclo em 6 de Agosto de 1890, depois de rebater seus dois primeiros ciclos em uma semana (12 e 19 de Setembro de 1883) pelo Cincinnati Reds. Bob Meusel se tornou o segundo homem a completar três ciclos, jogando pelo New York Yankees; seu primeiro ocorreu em 7 de Maio de 1921, o seguinte em 3 de Julho de 1922 e seu ciclo final em 26 de Julho de 1928. O terceiro, Babe Herman, é o único jogador de três ciclos a completar a proeza por dois times diferentes — o Brooklyn Robins (18 de Maio e 24 de Julho de 1931) e o Chicago Cubs (30 de Setembro de 1933).[3] Reilly (1884), Tip O'Neill (1887), Herman (1931) e Aaron Hill (2012) são os únicos jogadores na história da MLB que rebateram pelo ciclo duas vezes em uma temporada.

O maior número de ciclos rebatidos em apenas uma temporada foi oito, o que aconteceu duas vezes: primeiro na temporada de 1933, e novamente na temporada de 2009; todos os oito ciclos em cada uma destas temporadas foi rebatido jogadores diferentes. Múltiplos ciclos ocorreram no mesmo dia na história da Major League Baseball por duas vezes: em 17 de Setembro de 1920, rebatido por Bobby Veach do Detroit Tigers e George Burns do New York Giants; e novamente em 1º de Setembro de 2008 quando Stephen Drew do Arizona Diamondbacks e Adrián Beltré do Seattle Mariners.[32] Reciprocamente, o mais longo período de tempo entre dois jogadores rebaterem pelo ciclo foi 5 anos, 1 mês e 10 dias, uma seca que durou desde o ciclo de Bill Joyce em 1896 até o ciclo de Harry Davis em 1901.[3]

Ciclos naturais na MLB[editar | editar código-fonte]

O ciclo natural, em que as rebatidas acontecem do menor para o maior (simples, dupla, tripla e home run), já foi conseguida 14 vezes na história da MLB. Bill Collins foi o primeiro a conseguir as rebatidas na ordem em 6 de Outubro de 1910. O ciclo natural aconteceu mais comumente na década de 1960, ocorrendo três vezes em um intervalo de quatro anos (Jim Hickman em 1963, Ken Boyer em 1964 e Billy Williams em 1966).[33] Também aconteceu três vezes em um intervalo de sete temporadas: de 2000 até 2006: José Valentín em 2000; Brad Wilkerson em 2003;[33] e Gary Matthews, Jr. em 2006.[34] O ciclo natural também aconteceu de maneira reversa (home run, tripla, dupla, simples) por seis jogadores: Bid McPhee (1887);[35]Gee Walker (1937);[36]Jim Fregosi (1968; seu segundo ciclo);[37] Luke Scott (2006);[38], Carlos Gómez (2008).[39] e Rajal Davis (2016).

Outras realizações relacionadas[editar | editar código-fonte]

Ian Kinsler conseguiu 6 rebatidas em 6 chances no dia que conseguiu seu ciclo.

Oito jogadores rebateram um grand slam como o home run de seus ciclos; no século 21, a lista inclui Miguel Tejada, Jason Kubel e Bengie Molina.[40] Cinco jogadores rebateram um walk-off home run para ganhar o jogo como a rebatida final de seus ciclos: Boyer,[41] César Tovar,[42] George Brett,[43] Dwight Evans,[44] e Carlos González.[45] Em 2009, Ian Kinsler conseguiu seis rebatidas no jogo em que rebateu pelo ciclo;[46] o feito aconteceu no Jackie Robinson Day, em honra ao pioneiro jogador afro-americano. Ele próprio conseguiu rebater pelo ciclo em 29 de Agosto de 1948.[3]

Quatro rebatedores rebateram pelo ciclo na mesma temporada em que ganharam a Tríplice Coroa: Nap Lajoie (American League) em 1901; Jimmie Foxx (American League) e Chuck Klein (National League) em 1933; e Lou Gehrig (American League) em 1934.[3][47] Gehrig é o único jogador a a conseguir a Tríplice Coroa na MLB na mesma temporada em que rebateu pelo ciclo, liderando ambas ligas: Nacional e Americana em home runs, corridas impulsionadas e média de rebatidas. Quando Foxx e Klein ganharam na mesma temporada, cada um estava jogando por um time na Filadélfia: Klein pelo Phillies e Foxx pelo Athletics.[47] Três jogadores—John Olerud , Michael Cuddyer e Bob Watson—rebateram pelo ciclo em ambas ligas: Nacional e Americana. Pai e filho também rebateram pelo ciclo: Gary Ward e Daryle Ward, conseguiram o feito em 1980 e 2004, respectivamente;[48][49] assim como avô e neto: Gus e David Bell, o mais velho rebateu pelo ciclo em 1951, e o mais novo em 2004.[3]

Dois jogadores – Joe Cronin e Adrián Beltré – rebateram pelo ciclo como membro de um determinado clube e depois como membro em um clube oponente (Cronin com o Washington Senators contra o Boston Red Sox e mais tarde com o Red Sox; Beltre com o Seattle Mariners contra o Texas Rangers e depois com o Rangers). Os dois ciclos de Beltre aconteceram no Rangers Ballpark in Arlington, o único jogador a conseguir dois ciclos no mesmo estádio jogando em dois times diferentes.

Nippon Professional Baseball[editar | editar código-fonte]

Múltiplos ciclos na NPB[editar | editar código-fonte]

Arihito Muramatsu é um dos cinco jogadores a rebater um ciclo natural na NPB.

Durante suas oito temporadas jogando pelo Yokohama BayStars, Bobby Rose rebateu pelo ciclo três vezes, o maior número da Nippon Professional Baseball. Cada um espaçado por duas temporadas, seu primeiro ciclo ocorreu em 2 de Maio de 1995, o seguinte em 29 de Abril de 1997 e seu ciclo final em 30 de Junho de 1999. Além de Rose, somente dois jogadores da NPB rebateram múltiplos ciclos: Fumio Fujimura pelo Osaka Tigers e Hiromi Matsunaga pelo Hankyu/Orix Braves, ambos com dois. Fujimura é também o único jogador a rebater pelo ciclo tanto na era da liga japonesa única quanto na atual era das duas ligas.[50]

Na temporada de 2003 da NPB aconteceram o maior número de ciclos em uma única temporada—cinco.[50] Nesta temporada também aconteceu o único caso de ciclos ocorrendo no mesmo dia: em 1º de Julho, rebatidos por Atsunori Inaba do Yakult Swallows e Arihito Muramatsu do Fukuoka Daiei Hawks.[51] No dia seguinte, Shinjiro Hiyama se tornou o terceiro jogador a rebater pelo ciclo em dois dias.[52] Reciprocamente, o mais longo período entre dois jogadores rebaterem pelo ciclo foi 3 anos, 5 meses e 9 dias, uma seca que durou do ciclo de Alex Ochoa em 2004 até Julio Zuleta em 2007.[50]

Ciclos naturais na NPB[editar | editar código-fonte]

O ciclo natural foi conseguido cinco vezes na história da NPB. O segundo ciclo de Fumio Fujimura em 25 de Maio de 1950, foi a primeira vez que um jogador conseguiu a proeza. Em média, o ciclo natural ocorre aproximadamente à cada 13 anos. Além de Fujimura, outros quatro jogadores rebateram um ciclo natural: Kazuhiko Kondo em 1961, Takahiro Tokutsu em 1976, Takanori Okamura em 1985 e Muramatsu em 2003. O ciclo natural reverso aconteceu somente uma vez: Ochoa (2004).[50]

Outras realizações relacionadas[editar | editar código-fonte]

Quando Ochoa rebateu pelo ciclo com Chunichi Dragons em 13 de Abril de 2004, se tornou o único jogador a rebater pelo ciclo tanto na Major League Baseball quanto na Nippon Professional Baseball. Oito anos antes, Ochoa tinha conseguido a mesma proeza em 3 de Julho de 1996, enquanto jogava pelo New York Mets.[53] O receptor do Yakult Swallows, Atsuya Furuta é o único jogador a rebater pelo ciclo em um jogo das estrelas da Nippon Professional Baseball, conseguindo no jogo 2 da série de 1992.[54] Inaba é o único jogador a rebater pelo ciclo em um jogo interrompido por chuva. Após rebater uma tripla na primeira entrada e um home run na quarta entrada, Inaba conseguiu as duas rebatidas necessárias na quinta entrada (com sete corridas) quanto voltou ao bastão pela segunda vez.[51] Kosuke Fukudome é o único jogador a rebater pelo ciclo com um grand slam sendo o home run do ciclo.[55] Hiroshi Ohshita e Kazuhiko Kondo são os únicos jogadores a conseguir um walk-off home run em seus ciclos.

Referências

  1. Dickson, Paul (1999). The new Dickson baseball dictionary. Houghton Mifflin Harcourt. p. 250. ISBN 0-15-600580-8. Consultado em September 10, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  2. «Hitting for the Cycle Records». Baseball Almanac. Consultado em September 10, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  3. a b c d e f g h i j k l «Cycles Chronologically». Retrosheet.org. Consultado em September 4, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  4. Swearingen, Randall (2007). «13». A Great Teammate: The Legend of Mickey Mantle. Sports Publishing LLC. p. 85. ISBN 1-59670-194-3. Consultado em September 10, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  5. «Rare Feats: No-hitters». MLB.com. Consultado em September 10, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  6. McMurray, John (August 2005). «Brad Wilkerson: A Versatile Performer for the Nationals». Lakeside. Baseball Digest. 64 (6): 32. ISSN 0005-609X. Consultado em September 10, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  7. «Six to Watch in 2000». Johnson Publishing. Ebony. 55 (7): 148–152. May 2000. ISSN 0012-9011  Verifique data em: |date= (ajuda)
  8. Sackmann, Jeff (1 de julho de 2010). «The odds of a cycle». The Hardball Times. Consultado em 7 de outubro de 2011 
  9. «Zuleta hits for cycle to lead Marines past Eagles». Japan Times. September 23, 2007. Consultado em September 23, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  10. «Ogasawara hits baseball's 62nd cycle» (em Japanese). Japan Press Network. September 3, 2008. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  11. Sakamoto blast sparks Giants against Carp. The Japan Times. Kyodo News. September 2, 2014. Consultado em September 29, 2014  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  12. Kepner, Tyler (October 12, 2010). For Pena, Rebirth Is All in the Timing. New York Times. Consultado em September 21, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  13. «Official Baseball Rules: 2011 Edition» (PDF). Major League Baseball. February 16, 2011. p. 55. Consultado em September 18, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  14. Will, George F. (2010). Men at Work: The Craft of Baseball (PDF). HarperCollins. p. 40. ISBN 0-06-199981-4 
  15. «Career Leaders & Records for Singles». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em September 18, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  16. «Single-Season Leaders & Records for Singles». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em September 18, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  17. «Pete Rose Statistics and History». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em September 18, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  18. «Eddie Collins Statistics and History». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em September 18, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  19. «Willie Keeler Statistics and History». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em September 18, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  20. Morgan, Joe; Lally, Richard; Anderson, Sparky (2004). Baseball for dummies. John Wiley and Sons. pp. 259–260. ISBN 978-0-7645-7537-2. Consultado em September 23, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  21. «Career Leaders & Records for Doubles». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em September 23, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  22. «Single-Season Leaders & Records for Doubles». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em 23 de Setembro de 2011 
  23. Morgenstern, Justin (August 5, 2011). «Reyes Hits for Cycle in D-Braves Victory». Danville Braves. Consultado em September 23, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  24. a b c Koney, Jackie; Silva, Deidre (2008). It Takes More Than Balls: The Savvy Girls' Guide to Understanding and Enjoying Baseball. Skyhorse Publishing. pp. 66–67. ISBN 978-1-60239-631-9. Consultado em 23 September 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  25. Grant, Evan (July 16, 2010). «Bengie Molina on cycle: 'Being slow has never been a joke for me'». Dallas Morning News. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  26. «Career Leaders & Records for Triples». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  27. «Single-Season Leaders & Records for Triples». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em 24 de Setembro de 2011 
  28. «Single-Season Leaders & Records for Home Runs». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em 24 de Setembro de 2011 
  29. «Barry Bonds Statistics and History». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  30. «Career Leaders & Records for Home Runs». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em 24 de Setembro de 2011 
  31. «Alex Rodriguez Statistics and History». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em 7 de Outubro de 2011 
  32. Baltov, Victor A.; Baltov, Jr., Victor A. (2010). Baseball Is America: Origins and History: The Good, the Bad, and the Ugly. AuthorHouse. p. 305. ISBN 1-4520-0486-2. Consultado em September 10, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  33. a b «Wilkerson hits for natural cycle in Expos' win». sportsillustrated.com. Sports Illustrated / CNN. June 24, 2003. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  34. Texas Rangers vs. Detroit Tigers: Recap. ESPN. Associated Press. September 13, 2006. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  35. An Old-Time Slugging Match. Cincinnati Commercial Gazette. August 27, 1887  Verifique data em: |date= (ajuda)
  36. Yoon, Peter (April 12, 2008). He provides protection in lineup. Los Angeles Times. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  37. «California Angels 5, Boston Red Sox 4». Retrosheet.org. Retrosheet, Inc. May 20, 1968. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  38. «Arizona Diamondbacks 8, Houston Astros 7». Retrosheet.org. Retrosheet, Inc. July 28, 2006. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  39. «Minnesota Twins 13, Chicago White Sox 1». Retrosheet.org. Retrosheet, Inc. May 7, 2008. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  40. Sullivan, T. R. (July 17, 2010). «Rangers ride Molina's cycle to win in Boston». MLB.com. Major League Baseball. Consultado em 24 de Setembro de 2011  Verifique data em: |date= (ajuda)
  41. «St. Louis Cardinals 6, Chicago Cubs 5 (2)». Retrosheet.org. Retrosheet, Inc. September 14, 1961. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  42. «Minnesota Twins 5, Texas Rangers 3». Retrosheet.org. Retrosheet, Inc. September 19, 1972. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  43. «Kansas City Royals 5, Baltimore Orioles 4». Retrosheet.org. Retrosheet, Inc. May 28, 1979. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  44. «Boston Red Sox 9, Seattle Mariners 6». Retrosheet.org. Retrosheet, Inc. June 28, 1984. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  45. «Colorado Rockies 6, Chicago Cubs 5». Retrosheet.org. Retrosheet, Inc. July 31, 2010. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  46. Sullivan, T. R. (April 16, 2009). «Kinsler hits for cycle, goes 6-for-6». MLB.com. Major League Baseball. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  47. a b «MLB Triple Crown Winners». Baseball-Reference.com. Sports Reference LLC. Consultado em September 24, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  48. «Gary Ward 1980 Batting Gamelogs». Baseball-Reference.com. Consultado em October 4, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  49. «Daryle Ward 2004 Batting Gamelogs». Baseball-Reference.com. Consultado em October 4, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  50. a b c d サイクルヒット達成者 (em Japanese). Consultado em 26 de Setembro de 2011 
  51. a b «Inaba, Muramatsu both hit for the cycle». The Japan Times. 2 de Julho de 2003. Consultado em September 26, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  52. «Hiyama follows suit; hits for cycle as Tigers slay Dragonse». The Japan Times. July 3, 2003. Consultado em 26 de Setembro de 2011  Verifique data em: |date= (ajuda)
  53. Graczyk, Wayne (September 2, 2004). «Dragons hoping Ochoa's lucky No. 4 can bring them success». The Japan Times. Consultado em September 26, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  54. 1992年度サンヨーオールスターゲーム 試合結果(第2戦) [1992 Sanyo All-Star Game Results (Game 2)] (em Japanese). Nippon Professional Baseball. Consultado em September 26, 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  55. 【6月8日】2003年(平15) 記録ラッシュ 井口忠仁は49年ぶり 福留孝介は46年ぶり. Sponichi Annex (em Japanese). Sports Nippon Corporation. June 8, 2003. Consultado em September 26, 2011  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • MLB.com (omite franquias desativadas)
  • Rebatedores do ciclo por liga: AL NL