Reclame Aqui

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Reclame Aqui
Slogan O site do consumidor
Requer pagamento? Não
Gênero Serviços
Cadastro Necessário para fazer reclamações e comentários
País de origem Brasil
Lançamento Fevereiro de 2000
Posição no Alexa 83° no Brasil[1]
Proprietário Widea Soluções Digitais Ltda
Página oficial http://www.reclameaqui.com.br

Reclame Aqui é um site brasileiro de reclamações contra empresas sobre atendimento, compra, venda, produtos e serviços.[2][3] É um serviço gratuíto, tanto para os consumidores postarem suas reclamações, quanto para as empresas responderem a elas. Foi fundado por um grupo de quatro sócios, dentre eles três administradores de sistemas e um publicitário.[4]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Trata-se de um site onde consumidores fazem um cadastro de seus dados pessoais e podem enviar reclamações. A política de privacidade do site não permite a identificação do consumidor na publicação das páginas, pois as reclamações feitas são indexadas por motores de busca e visíveis para consulta. O acesso aos dados que foram cadastrados pelo cliente ocorre apenas com a empresa envolvida, para facilitar a busca da resolução do problema. Assim, é transmitida a empresa envolvida um e-mail com os detalhes, caso ela possua um cadastro para respostas no site. Com os dados gerados são obtidos rankings automatizados e o Reclame Aqui faz uma avaliação da empresa utilizando diversos critérios próprios. O status máximo de uma empresa no site é possui o Selo RA 1000 que também possui critérios específicos. Os consumidores podem, depois de terem suas questões respondidas pelas empresa, indicar que o problema foi resolvido ou não, além de ter o direito a réplicas e ao final mostrar através de smiles a sua opinião sobre a resposta requerida da empresa reclamada.[4]

A descrição do problema que o cliente publica é avaliada por uma equipe do site antes de ser publicada. Isto ocorre pois sua política não permite conteúdo ofensivo na redação dos usuários.[5]

O Jantar da Vingança[editar | editar código-fonte]

Em 2016, para se "vingar" das empreasas com as piores reputações, o site convidou os executivos das mesmas para um restaurante e as tratou mal, representando o tratamento delas com seus clientes. O filme deste evento, chamado de "O Jantar da Vingança", foi publicado na conta oficial do Reclame Aqui no Facebook. Até 30 de abril de 2016, o vídeo tinha um milhão de visualizações.[6] Alguns dias depois alcançou 7.2 milhões de visualizações.[7]

Referências

  1. Alexa. «Posição no Brasil». Consultado em 08/12/2011. 
  2. Revista Época. «Uma nova pegadinha». Consultado em 07/03/2010. 
  3. Invertia. «Telefônicas são as campeãs de reclamações» [S.l.: s.n.] Consultado em 07/03/2010. 
  4. a b PCWorld. «O serviço falhou e o fornecedor te ignorou? Reclame aqui» [S.l.: s.n.] Consultado em 07/03/2010. 
  5. Folha da Região. «Consumidor pode denunciar abusos no site Reclame Aqui» [S.l.: s.n.] Consultado em 07/03/2010. 
  6. Bruna Sabarense (30 de abril de 2016). «Site Reclame Aqui se vinga de empresas que desrespeitam o consumidor». www.metropoles.com. Consultado em 7 de outubro de 2016. 
  7. «"O Jantar da Vingança", do Reclame Aqui, já atingiu 7,2 mi de visualizações». propmark.com.br. 3 de maio de 2016. Consultado em 7 de outubro de 2016. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]