Resolução 218 do Conselho de Segurança das Nações Unidas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Small Flag of the United Nations ZP.svg
Resolução 218
do Conselho de Segurança da ONU
Data: 23 de novembro de 1965
Reunião: 1.265
Código: S/RES/218 (Documento)

Votos:
Prós Contras Abstenções Ausentes
7 0 4
Assunto: Questão relativa aos territórios sob administração portuguesa
Resultado: Aprovada

Composição do Conselho de Segurança em 1965:
Membros permanentes:

 República da China
 França
 Reino Unido
 Estados Unidos
 União Soviética

Membros não-permanentes:
 Bolívia
 Costa do Marfim
 Jordânia
 Malásia
 Países Baixos
 Uruguai

A Resolução 218 do Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovada em 23 de novembro de 1965, depois de ter recordado resoluções anteriores sobre o tema, e o fato de Portugal não os ter implementado, o Conselho exigiu novamente que Portugal retirasse a sua presença militar das suas colônias e entrasse em negociações com os partidos políticos sobre a independência.

O Conselho afirmou ainda que a situação resultante do conflito para manter as colônias perturbou seriamente a paz e a segurança internacional e solicitou que todos os Estados se abstenham de fornecer a Portugal quaisquer armas ou materiais de guerra que lhe permitam continuar a reprimir o povo dos territórios sob sua administração.

A resolução foi aprovada por sete votos contra quatro; França, Países Baixos, Reino Unido e os Estados Unidos abstiveram-se.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]